Umidade e bolhas na pintura de interiores

Escrito por tyler lacoma | Traduzido por felipe mendonça
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Umidade e bolhas na pintura de interiores
A formação de bolhas é provocada pelo calor e humidade interagindo com a tinta (paint chart image by Christopher Hall from Fotolia.com)

A pintura interior é muitas vezes mais fácil de aplicar do que a pintura exterior, e não necessita de depender das condições do tempo, mas pode encontrar problemas também. Tinta aplicada incorretamente, ou exposta a condições desfavoráveis, pode estar sujeita a formação de bolhas. Corrigir estas bolhas toma um pouco de trabalho, mas a prevenção é mais fácil, se você pode encontrar e corrigir as fontes de umidade.

Outras pessoas estão lendo

Formação de bolhas

As bolhas são pequenos lugares em que a camada de tinta perdeu a aderência com a superfície coberta, formando assim um pequeno espaço de ar, borbulha ou deformação. Elas se formam mais frequentemente em tintas acrílicas e de látex, mas podem ser encontradas em quase todo o tipo de tinta, podendo se formar apenas um dia depois da aplicação, ou até um ano mais tarde.

Umidade e bolhas na pintura de interiores
Tintas para interiores (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Causas

A umidade é uma das causas mais comuns de bolhas na pintura interior. Alta umidade pode causar infiltrações na madeira ou concreto interior, causando a falta de aderência onde entra em contato com a pintura. Se a umidade é alta logo após a pintura, o problema pode se tornar ainda pior.

Umidade e bolhas na pintura de interiores
Pintura sem falhas (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

Secagem da pintura

À medida que a tinta começa a secar, a elevada umidade no ar normalmente interage com a tinta e puxa algumas camadas que ainda não estão secas para longe das camadas que já tenham secado, formando não apenas bolhas de ar, como de água também, o que pode ser ainda mais prejudicial a pintura. Chuva e sereno têm um efeito ainda pior, mas a pintura do interior só estará em risco se a umidade do ar exterior entrar no local.

Umidade e bolhas na pintura de interiores
Tinta (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Calor

Se a umidade for acompanhada por calor, pode agravar os problemas causados ​​pelas bolhas. O calor faz com que determinados solventes na tinta evaporem mais rapidamente, enquanto que as partes secas da pintura são resistente à transferência de gases, criando uma bolha cheia com gás de solvente.

Umidade e bolhas na pintura de interiores
Pintura (Gary Houlder/Photodisc/Getty Images)

Fixação

Bolhas devem ser removidas completamente. O pintor pode raspar ou areá-las e alisar o local onde ocorreram as bolhas. Para grandes áreas, os pintores podem usar uma lixadeira elétrica para economizar tempo. Muitas vezes, o pintor terá de aplicar uma nova camada de tinta sobre a área afetada.

Umidade e bolhas na pintura de interiores
Pintor (Digital Vision./Digital Vision/Getty Images)

Calafetagem

Nas casas, a umidade pode entrar com facilidade através de rachaduras nas janelas, portas e aberturas. Os pintores podem vedar essas fissuras, afim de sessar o fluxo de ar e reduzir a umidade no interior da casa, diminuindo a probabilidade de que as bolhas e outros problemas com a tinta apareçam ao mesmo tempo.

Umidade e bolhas na pintura de interiores
Vedação (BananaStock/BananaStock/Getty Images)

Porões

Porões são notórios pelos problemas de umidade, já que esta pode facilmente elevar-se através do solo circundante. O chão do porão deve ser vedado com um vedante à prova de água para ajudar a aliviar este problema. Os sótãos podem ter o mesmo problema, mas são mais facilmente ventilados do que os porões.

Umidade e bolhas na pintura de interiores
Pintura (Getty Images/Digital Vision/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível