Vantagens e desvantagens dos combustíveis alternativos

Escrito por michael hinckley | Traduzido por joan diaz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Há uma extensa discussão sobre a produção e o uso de fontes alternativas de combustível, com cientistas e ativistas de ambos os lados. É importante que a sociedade atual entenda as vantagens e as desvantagens de usar fontes de energia alternativas para ajudar nosso modo de vida.

Outras pessoas estão lendo

Etanol

Etanol é um álcool à base de grãos que vem sendo usado para suplementar a produção de petróleo desde a década de 1970. O etanol é um hidrocarboneto líquido, similar à gasolina, e portanto é considerado um substituto desta. A vantagem do etanol é que ele é renovável, é produzido de forma doméstica e a queima é mais limpa que a do petróleo. Como o etanol é derivado de grãos, abundantes em diversos lugares, o argumento é que o excesso de milho deva ser transformado em etanol para ajudar na autossuficiência de petróleo. A desvantagem do etanol, porém, é que é muito caro se comparado à gasolina comum, pois custa três vezes mais para produzir um galão de etanol do que um galão de gasolina. Além disso, as práticas agriculturais atuais dependem muito de fertilização à base de petróleo, cortando, com isto, o valor do etanol como uma fonte de energia alternativa.

Hidrogênio

O hidrogênio é o elemento mais abundante do universo; é o que faz as estrelas entrarem em combustão e se faz presente em todas as formas de vida. Carros movidos a hidrogênio vêm sendo cogitados como o próximo passo na tecnologia a motor e de transporte. A vantagem do hidrogênio é que ele é abundante no planeta, levando em conta que 70% da superfície do planeta é coberto por água. O hidrogênio carrega bastante energia em forma elemental e, ao ser introduzido ao oxigênio e ao calor via faísca elétrica, cria calor e água. Não há emissões carbônicas associadas ao uso de células de hidrogênio e o único subproduto é a água pura. A desvantagem do hidrogênio como um combustível alternativo é a dificuldade de produção. Por exemplo, para extrair gás de hidrogênio da água, esta deve estar purificada, depois ter uma corrente elétrica forte passando por ela, e ter o gás captado e armazenado num recipiente selado e não condutor, para prevenir explosões acidentais.

Biodiesel

Biodiesel é um óleo diesel feito de alimentos ou plantas similar ao etanol, mas requer menos processamento que este. O biodiesel costuma queimar de forma mais limpa que o petróleo e é bastante acessível, considerando a quantidade de material alimentício disponível na sociedade atual. A vantagem do biodiesel é que ele precisa de pouca conversão da tecnologia atual do diesel para ser implementado. Isto significa que todos os veículos movidos a diesel podem funcionar com biodiesel sem instalar mais nada. Outra vantagem do biodiesel é a grande quantidade de fontes; algumas pessoas conseguiram transformar o óleo de fritura em biodiesel, por exemplo. A desvantagem do biodiesel é similar a do etanol: as práticas agriculturais atuais dependem demais de fertilizantes petroquímicos para permitir a independência total do petróleo, além disso, o uso de materiais vegetais não alimentícios produz menos biodiesel do que as fontes alimentícias, o que significa que o alimento deve ser convertido em combustível ao invés de ser ingerido.

Metanol

O metanol é uma forma liquefeita do metano, um hidrocarboneto gasoso natural produzido pela decomposição. Atualmente, o metano é queimado como gás de "resíduo" em plataformas de extração de petróleo, minas de carvão, aterros sanitários e usinas de tratamento de água. A vantagem do metano e de seu derivado, o metanol, é que ele é bastante abundante: a extração de petróleo e de carvão, além da decomposição de matéria orgânica, já produzem metano. Como um hidrocarboneto similar ao propano e ao petróleo, o metano é um gás poderoso e explosivo que pode facilmente substituir o petróleo sem decréscimo de energia ou grande substituição de tecnologias existentes. A desvantagem do metanol é o processo pelo qual o metano é convertido para o estado líquido em temperatura ambiente; misturando o metano com gás natural e gasolina, o metano se converte em metanol. Mas a necessidade de gasolina não ajuda a depender menos do petróleo, então o status como "alternativa" é questionável. Além disso, o processo para obtenção, armazenamento e conversão do metano é restritivamente caro se comparado ao da gasolina.

Eletricidade

Veículos elétricos usam baterias recarregáveis para fazer os sistemas funcionarem e rodar o carro pelas estradas. Normalmente, os carros elétricos são ligados em uma tomada quando não estão em uso para recarregar as baterias para o próximo passeio. A vantagem da eletricidade é que ela não produz resíduos ao ser usada; os carros elétricos não tem canos de escapamento que emitem qualquer tipo de gás ou resíduos que façam mal à atmosfera. Além disso, a eletricidade é produzida domesticamente e não pode ser importada à base de lucro, minimizando a necessidade de petróleo. Há muitas desvantagens no carro elétrico, ainda assim. Primeiro, o alcance dos carros elétricos é muito limitado; normalmente um carro elétrico atual roda por apenas 350 quilômetros. Eles também precisam ser recarregados, o que pode ser um processo relativamente lento, deixando viagens mais longas, incômodas. Por fim, como a maior parte da eletricidade produzida em certos lugares provém da queima de carvão, um combustível fóssil, a demanda maior de carros elétricos certamente iria aumentar a demanda de produção de energia elétrica e, assim, aumentar a produção de gases residuais à base de carbono, cujo efeito sobrepõe qualquer benefício dos carros elétricos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível