Vantagens e desvantagens da diálise renal

Escrito por jill leviticus | Traduzido por daniel ranieri negri
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Vantagens e desvantagens da diálise renal
Descubra as vantagens e desvantagens dos dois tipos de diálise (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

A diálise é um tratamento que pode salvar vidas de pessoas cujos rins estão falhando. Ele pode ser de curto ou longo prazo, dependendo do tipo de doença renal e da adequabilidade do paciente para receber um rim transplantado. Existem duas formas de diálise, cada uma com vantagens e desvantagens.

Outras pessoas estão lendo

O processo

A diálise faz o trabalho que seus rins já não são capazes de realizar. Durante o procedimento, o sangue é filtrado para remover o excesso de líquidos e produtos residuais. Esse tratamento geralmente é recomendado quando apenas 10 % a 15 % do seu tecido renal está funcionando e você desenvolveu falência renal. A diálise pode também ser necessária como um tratamento a curto prazo para infecção ou para remover venenos ou drogas a partir dos rins.

Hemodiálise

Antes de começar os tratamentos de hemodiálise, uma pequena cirurgia é realizada para fazer uma abertura para um vaso sanguíneo no braço ou na perna. Esta abertura é utilizada para ligar a máquina de diálise renal ao seu corpo. O tratamento geralmente é realizado em um centro de diálise, seja no hospital ou em um local independente. Ele dura cerca de quatro horas e geralmente necessário fazê-lo três vezes por semana. A hemodiálise também pode ser feita em casa, mas pode ser difícil encontrar um centro de diálise que ofereça esta opção e que disponibilize o treinamento necessário.

Diálise peritoneal

A diálise peritoneal utiliza dialisato, uma solução que elimina os resíduos e fluidos do sangue através de um cateter colocado em sua cavidade abdominal ou peritoneal. A diálise peritoneal ambulatorial contínua (DPAC) pode ser feita em casa, sem uma máquina. Durante esse tipo de tratamento, um saco de diálise fica ligado ao cateter e entra gradualmente no seu corpo. O dialisato permanece na cavidade peritoneal durante cerca de quatro horas e depois é drenado de volta para o mesmo saco. Esse procedimento leva aproximadamente 30 minutos para ser concluído e deve ser feito quatro ou cinco vezes por dia.

A diálise peritoneal de reciclagem contínua (DPRC) também pode ser feita em casa, mas requer um equipamento especial conhecido como um reciclador. Durante a DPRC, o reciclador faz circular o dialisato para dentro e para fora da cavidade peritoneal, por 8 a 10 horas, durante a noite. A solução permanece no corpo durante o dia e é retirada à noite, quando ciclo começa novamente.

Vantagens

Se você passar por uma hemodiálise em um centro, terá acesso regular a uma equipe de médicos que podem ajudar a responder às suas perguntas e explicar o processo de diálise. Se você não estiver confortável lidar com o processo de diálise sozinho, ou é idoso ou uma pessoa com deficiência, esse tipo de hemodiálise pode ser a melhor opção para você. A hemodiálise domiciliar pode permitir que você reduza a quantidade de medicação necessária para controlar a anemia e a pressão arterial e regular os níveis de fósforo.

Quando a diálise peritoneal é realizada durante a noite você tem muito mais flexibilidade durante o dia e pode se envolver em suas atividades diárias normais, inclusive ir para o trabalho. Sua dieta e ingestão de líquidos não será tão restrita como no caso dos pacientes em hemodiálise, e haverá menos estresse para o seu coração, porque o acúmulo de fluidos será menor.

Desvantagens

O local de acesso da diálise em seu corpo pode ser infectado, qualquer que seja o tipo de tratamento escolhido. Pessoas que se submetem a hemodiálise podem ter complicações relacionadas ao estreitamento dos vasos sanguíneos e podem eventualmente precisar usar diálise peritoneal, se vários locais de acesso falharem. Infecções repetidas no local de acesso, sejam bacterianas ou fúngicas, podem resultar na necessidade de mudar de diálise peritoneal para hemodiálise. Níveis de colesterol e triglicérides elevados e desnutrição podem ocorrer em pacientes que usam diálise peritoneal. O aumento da pressão abdominal por causa do líquido peritoneal pode resultar em uma hérnia abdominal ou dor nas costas em pacientes utilizando diálise peritoneal.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível