O que é a vitamina Q10?

Escrito por lee woodard | Traduzido por vinicius marques
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O que é a vitamina Q10?
Conheça os benefícios da ubiquinona (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

A Q10 não é de fato uma vitamina, mas sim é um nutriente antioxidante chamado ubiquinona, que é também conhecido por outros nomes, incluindo coenzima Q10 e CoQ10. A sua função no corpo é dupla: “alimentar os motores" de cada célula e também neutralizar as ações dos radicais livres.

Outras pessoas estão lendo

Definição

A vitamina Q10 é um dos muitos nomes pelos quais a coenzima Q10 ou ubiquinona é conhecida, mas usar o termo "vitamina" é incorreto, já que o nutriente, também conhecido por Q10 e CoQ10, tem função antioxidante no organismo. A CoQ10 é produzida no corpo humano, mas sua produção diminui à medida que envelhecemos.

Função

A ubiquinona ajuda a mitocôndria (que é a casa de máquinas de cada célula) a produzir energia e também atua como um antioxidante no interior do corpo, ou seja, a coenzima Q10 protege o organismo contra os efeitos danosos causados pelos radicais livres. Os antioxidantes evitam a destruição das células e atuam na atividade que elimina os radicais livres, substâncias químicas que agem nas células criando ainda mais radicais.

Benefícios

Embora todas as células do corpo se beneficiem por possuir uma quantidade suficiente de coenzima Q10, as maiores concentrações do nutriente são encontradas em tecidos que demandam muita energia, como os do coração, dos músculos e do cérebro. Se imaginar que cada célula tem seu próprio motor, pode supor o que aconteceria com a sua capacidade de funcionamento sem os nutrientes essenciais de que necessita, dentre eles a CoQ10. Seria o mesmo que esperar que o motor do seu carro funcionasse de forma eficiente com apenas água presente no tanque de combustível. Os médicos John Ely e Cheryl Krone acreditam que os benefícios da suplementação oral de coenzima Q10 podem ser comparados à descoberta da "fonte da juventude", não apenas devido à sua capacidade de abastecer os motores mitocondriais, mas também por suas propriedades antioxidantes. Eles também são da opinião de que os médicos que não recomendam uma suplementação de CoQ10 a seus pacientes adultos, estão praticamente lhes dizendo para envelhecerem rapidamente.

Visão profissional

A medicina tradicional tem sido lenta para aceitar a reposição oral de ubiquinona aos pacientes. Especulações podem levar a acreditar que uma vez que nenhuma grande empresa farmacêutica se lançou na empreitada de fabricar o CoQ10, os médicos relutam em aceitá-la, já que também nenhum representante bate em sua porta para divulgar os benefícios do produto e deixar amostras grátis. Seja qual for a razão, Ely e Krone defendem, em seu estudo sobre ubiquinonas em 2002, que "falhas de suplementação em idosos, doentes ou pacientes debilitados, podem ter consequências trágicas, na forma de danos irreversíveis ao cérebro, a outros órgãos, bem como em toda parte onde há mitocôndrias" (Jornal de Medicina Ortomolecular). O doutor Gregory Fors também defende a suplementação de CoQ10, citando as dificuldades de todas as células, mas, principalmente, aquelas que demandam mais energia, como as do coração, do cérebro e dos músculos, que podem apresentar dificuldade de funcionamento correto na ausência de níveis adequados de coenzima Q10.

Fontes

Os alimentos que são fontes de ubiquinona são: peixes gordurosos, carne bovina, soja, amendoim e espinafre, porém suplementos orais também pode ser encontrados em lojas de produtos naturais e de nutrição.

Advertência

Esse artigo não se destina a substituir ou refutar qualquer conselho de médico ou de outro profissional de saúde. Consulte o seu médico antes de iniciar a suplementação com qualquer nutriente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível