×
Loading ...

A diferença entre aço laminado a quente e aço decapado

O aço começou a ser produzido em massa para uso na construção de ferrovias. Sua produção em massa tem evoluído ao longo dos anos e há muitas etapas envolvidas no processo de fabricação. O aço decapado e o laminado a quente não são tipos diferentes de aço, mas diferentes etapas do seu processo de produção que se relacionam com a superfície acabada. Há também o aço laminado a frio, que é diferente do aço laminado a quente, pois é processado a uma temperatura baixa para evitar a formação de escamas de óxido de ferro.

A produção de aço é um processo difícil e perigoso (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Aço laminado a quente

O aço laminado a quente é produzido quando os fabricantes aquecem o metal e o pressionam por meio de rolos industriais que manipulam o metal de acordo com determinadas especificações. O metal quente é mais maleável, portanto mais fácil de trabalhar. Os fabricantes usam a laminagem a quente para obter uma superfície e espessura uniformes e propriedades mecânicas. Ele é usado na produção de aço comercial, aço de desenho, aço estrutural de alta qualidade e liga de aço de baixa qualidade com média / alta resistência.

Loading...

Aço laminado a frio

O aço laminado a frio é produzido quando o aço que foi criado durante a laminagem a quente esfria antes de ser enrolado para chegar à sua forma final. Ele está disponível em menos formas e tamanhos que o aço laminado a quente, pois a durabilidade do aço é afetada quando manipulada em temperatura ambiente. Quando o aço é forjado ou moldado à temperatura ambiente pode endurecer no local de impacto e começar a rachar. Ao contrário do aço laminado a quente, o aço laminado a frio não requer decapagem para evitar a oxidação.

Escamas

As escamas são formações que ocorrem na superfície do aço aquecido, quando o ferro contido no aço reage com o ar e oxida. As escamas deixam o aço suscetível à corrosão acelerada e podem causar derrapagens nos equipamentos de laminação, o que resultará em estragos nas esteiras. Para removê-los, os fabricantes empregam um processo que contém duas etapas. A primeira etapa é a quebra de escama, onde o aço é passado através de uma série de grandes e pequenos rolos que trituram as escamas. Elas começam a rachar, o que é importante para a segunda etapa do processo de remoção de escama: a decapagem.

Aço decapado

Após o aço passar pelos rolos de quebra de escamas, torna-se decapado. O aço é submerso em três banhos de ácido clorídrico, separados por força crescente, do mais fraco ao mais forte. A escala de ruptura é vital para o processo de decapagem, pois as fendas criadas nas escalas permitem que esses ácidos penetrem mais profundamente. O processo de decapagem pode ser acelerado ao se aumentar a temperatura do ácido, mas apenas até determinada temperatura. Se for muito aquecido, a evaporação do ácido formará vapores nocivos. Após a decapagem, o aço é lavado e lubrificado com óleo para prevenir futura oxidação.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...