Mais
×

15 Atrações imperdíveis de Salvador

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Introdução

Foi na Bahia que os portugueses pisaram pela primeira vez em solo brasileiro. Toda a primeira impressão que tiveram do Brasil nos idos de 1500 se deve à Costa do Descobrimento. E, se o Estado da Bahia é um retrato do Brasil, sua capital, Salvador, congrega as principais características de ser brasileiro, como a miscigenação de nosso povo. Somem-se à história a boa culinária, a música, a arquitetura do início da colonização do Brasil, e temos um destino turístico para não botar defeito, com inúmeras atrações. Como diz a música de Dorival Caymmi, "Você já foi à Bahia, Nega? Não. Então, vá".

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Centro Histórico

Casarões dos séculos XVI, XVII e XVIII estão espalhados pelo centro histórico de Salvador, dando um colorido especial à primeira cidade do País. Passeando a pé por suas ladeiras, o turista aprecia a arquitetura do início da nossa colonização nos casarões e em suas inúmeras igrejas. No Largo do Carmo, o visitante pode aproveitar a oportunidade e conhecer o Forte de Santo Antônio. Na mesma região, se localizam a igreja e o convento Nossa Senhora do Carmo. Também vale a visita à Praça Municipal e ao Largo de São Francisco, onde há mais história e beleza para contemplar. Trata-se de um passeio impactante.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Praias

Se você, além de história, gosta também de água de coco, mar e um solzão, Salvador continua sendo o destino certo pra você. Afinal, ir ao Nordeste e não passear pelas praias não é um passeio completo. A orla de Salvador possui cerca de cinquenta quilômetros das mais belas praias. Elas ficam nas chamadas Cidade Alta e Cidade Baixa. As da Cidade Baixa recebem as águas da Baía de Todos-os-Santos, a mais extensa do País. Nas praias da Cidade Alta, é o Oceano Atlântico quem está presente. A praia de Porto da Barra se diferencia, porque é a única da Cidade Alta localizada na Baía de Todos-os-Santos.

Mario Tama/Getty Images News/Getty Images

Igrejas

A capital da Bahia congrega todos os tipos de turismo e, por esta razão, agrada diversos estilos de turistas, brasileiros ou não. Os interessados nos aspectos religioso, cultural e histórico do País se fartam com a visita às igrejas da cidade. Entre elas, estão a Igreja da Ajuda, fundada pelos jesuítas no século XVI, e a Igreja da Ascensão do Senhor, que homenageia os apóstolos de Cristo. A igreja conta com pétalas de concreto em sua cobertura, no mesmo número de apóstolos (12), e os bancos também no mesmo número. Além disso, guarda em seu subterrâneo uma mini-igreja, o batistério e a sacristia. Outro templo famoso é o do Nosso Senhor do Bonfim, construído no século XVIII.

Mario Tama/Getty Images News/Getty Images

Fortes

Se Salvador foi a primeira cidade do Brasil, ela foi também visada por estrangeiros, quando o Brasil ainda era colônia de Portugal. E, por esta razão, ela é guardada por fortes, como o de Santo Antônio da Barra. Localizado na Baía de Todos-os-Santos, a construção começou com Francisco Pereira Coutinho, em 1536. Coutinho foi donatário da Capitania da Bahia. Outra fortificação que vale a visita é a de Monte Serrat, construído a partir de 1583. Na construção, que não foi modificada, funciona uma casa de comando, onde estão dispostos nove canhões.

George Doyle/Stockbyte/Getty Images

Museus

Entre os museus de Salvador, destaca-se o Museu Carlos Costa Pinto, que traz objetivos que pertenceram às ricas famílias dos séculos XVIII e XIV. Coleções de ouro, prataria e porcelana chinesa chamam a atenção para a riqueza que o Brasil tinha naquele tempo. O de Arte Sacra, museu localizado no Convento de Santa Tereza, também abriga coleções de esculturas em madeira e outros materiais, como pedra-sabão e barro. No museu mais antigo do Estado, o Museu de Arte da Bahia, o visitante pode conferir peças do mobiliário baiano que remontam ao início da colonização.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Pelourinho

O famoso Pelourinho fica no Centro Histórico de Salvador. Prefira visitá-lo numa terça-feira. Neste dia, a partir das seis da tarde, é realizada uma missa afro na igreja da Ordem Terceira do Carmo. Na Escadaria do Paço, os turistas e visitantes também podem assistir a um show de Gerônimo. No Pelourinho, é possível deslumbrar-se com as igrejas, teatros, museus e galerias de arte. Por ali também passam blocos afro e de outras matizes culturais. A região conta com hotéis de preços diversos. Há desde pousadas simples a hotéis de luxo. Porém é importante que o turista se informe sobre as condições de segurança do local, já que o Pelourinho infelizmente também é conhecido por ser uma região de alta incidência de furtos e roubos.

LOCOG/Getty Images News/Getty Images

Museu Rodin

O museu fica no Palacete das Artes Rodin, que pertenceu ao Comendador Bernardo Martins Catharino. O edifício fica no bairro da Graça e representa o poder econômico de algumas famílias baianas. O local também foi ponto de encontro de artistas na antiga Cidade da Bahia. Trata-se do primeiro imóvel de estilo eclético tombado pelo Instituto do Patrimônio, Artístico e Cultural da Bahia. O prédio foi escolhido por se assemelhar ao Hotel Biron, em Paris. Neste local, fica o Museu Rodin, do século XVII. Ambos têm semelhanças de arquitetura, com traços franceses. O jardim conta com peças do escultor francês Auguste Rodin.

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

MAM

No Teatro Castro Alves, em Salvador, funciona também o Museu de Arte Moderna da Bahia. No ano de 1966, ele foi transferido para o Solar do Unhão, prédio construído no século XVII. O prédio histórico, além de bonito por si só, também tem uma vista que vale a visita. O museu conta com cenários que retratam a história brasileira, como a casa-grande, a capela e a senzala. Ali, o visitante também encontra um aqueduto e um cais de desembarque. O prédio do MAM foi adaptado na década de 60 pela arquiteta Lina Bo Bardi, a mesma que idealizou o Museu de Arte de São Paulo, o Masp. Desde os anos 90, o lugar passou a, reestruturado, receber novas obras.

DC Productions/Photodisc/Getty Images

Forte São Marcelo

Na Baía de Todos-os-Santos, o Forte de São Marcelo ou Forte do Mar, é um dos cartões postais obrigatórios da capital baiana. O forte foi construído no formato triangular e é todo feito de madeira. Remonta ao século XVII e fica localizado na entrada do porto da cidade. Foi reconstruído após a invasão holandesa e ganhou o seu atual formato circular. Junto com os outros fortes, faz parte das edificações que defenderam a cidade das invasões holandesas, corsários e piratas. O Forte do Mar deixou de ser uma fortificação militar e ganhou ares de museu. Ali, estão expostos dados e documentos sobre a história do Forte, da cidade e da ocupação portuguesa no Brasil.

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

Mercado Modelo

Gosta de artesanato? Então você está na cidade certa. E, para melhorar, você pode ir ao Mercado Modelo, a meca do artesanato. Ali, há uma variedade infinita de tudo o que há de bacana no artesanato, como madeira, rendas, esculturas e toda sorte de lembrancinhas da Bahia, para você levar, presentear amigos e guardar um pedacinho da Bahia com você. O Instituto de Artesanato Mauá também é local para a peregrinação de quem gosta de ver e comprar artesanato. Ali, há trabalhos de artesãos de várias partes do estado baiano. Quem quer comprar cestaria, deve visitar o local. Mas há ainda bijuterias e artigos para a casa. Não perca esta grande dica turística.

Jupiterimages/Photos.com/Getty Images

Projeto Tamar

Arembepe é uma comunidade na cidade de Camaçari, que fica a cerca de trinta quilômetros da capital baiana, no litoral norte.Se você tiver tempo, tire um dia e faça um bate e volta. Trata-se de um lugar com natureza exuberante e que se tornou conhecido no Brasil por ter recebido hippies na década de 70. No centro de Arembepe hoje funciona o projeto Tamar, de proteção às tartarugas marinhas. O local atrai milhares de turistas - em média três mil visitantes todos os meses. No local é possível observar as tartarugas, outros animais marinhos e ainda um museu interativo. O ingresso para a entrada na comunidade custa R$ 3.

Creatas Images/Creatas/Getty Images

Morro de São Paulo

Morro de São Paulo é mais uma viagem para ser feita a partir de Salvador, se você tiver mais tempo. A cidade recebeu qualificação urbana e agora atrai, além dos tradicionais hippies, os turistas mais endinheirados. Morro de São Paulo fica na Ilha de Tinharé, em Cairu, na Costa do Dendê. As ruas estreitas sem carros chamam a atenção de qualquer visitante. Para chegar, há apenas três lugares para entrar pela ilha: duas pistas de pouso de taxi-aéreo e o que á mais comum, o porto. A região é dividida por praias: a Primeira; a Segunda, a Terceira, a Quarta, a Praia do Encanto e a Gamboa.

Mario Tama/Getty Images News/Getty Images

Lavagem do Bonfim

Umas das mais importantes manifestações religiosas e culturais da Bahia, a lavagem do Bonfim é uma atração à parte. Na procissão, que alcança quilômetros, todos se vestem de branco e seguem da igreja Conceição da Praia até a do Bonfim, que fica no alto da Colina Sagrada. O evento, que atrai até 800 mil pessoas por ano, é realizado na segunda-feira do mês de janeiro. O cortejo é aberto pelas baianas com seus vasos com água de cheiro. Esta água é derramada na igreja e nas cabeças dos fieis que acompanham a procissão. É um espetáculo impressionante, que também mostra a força do sincretismo religioso da Bahia.

Shaun Botterill/Getty Images Sport/Getty Images

Elevador Lacerda

Primeiro elevador urbano construído no País, o famoso Elevador Lacerda foi inaugurado no ano de 1873, em 8 de dezembro. Na época, era o mais alto do mundo, com 63 metros de altura. Ainda hoje, quem vê a cidade a partir de cima fica impressionado. Embora atualmente o Elevador Lacerda seja também ponto de visita dos turistas, ele foi pensado para servir de transporte público, ao ligar a Praça Cairu até a praça Thomé de Souza, unindo cidades Baixa e Alta. A visão a partir do elevador é privilegiada para a Baía de Todos-os-Santos e alcança ainda outra parte de Salvador. O elevador passou por diversas reformas ao longo de sua existência.

Mario Tama/Getty Images News/Getty Images

Carnaval

Ao lado do Rio de Janeiro, Salvador possui o mais famoso e animado Carnaval do país. Dodô e Osmar começaram a tradição com um carro conhecido como fubica. A partir dele surgiram os trios elétricos grandes e que atraem multidões. Atualmente, o Carnaval atrai milhões de foliões e conta com infraestrutura e a presença de artistas de renome. Atrai ainda turistas estrangeiros, em busca da alegria presente no Carnaval baiano. São muitos os que se jogam nos blocos de trio, fazendo as vezes de “pipoca” em meio à multidão. De um lado, a pipoca. De outro, camarotes luxuosos também atraem foliões. O que não falta é opção para aproveitar a festa, não importa a idade, sexo ou condição social. A folia é mais do que garantida!