Argumentos para teste de inteligência utilizado nas escolas

Escrito por rebeca renata | Traduzido por césar campos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Argumentos para teste de inteligência utilizado nas escolas
Os testes de QI podem ajudar o processo de aprendizagem das crianças (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Testes de QI (ou quociente de inteligência) padronizados testam a medida de inteligência de pessoas. De acordo com a "American Psychological Association" (Associação de Psicologia Americana), o psicólogo de desenvolvimento, Alfred Binet, criou os testes de inteligência na França, em 1900. No início, eles detectavam as deficiências de aprendizagem em crianças. Tem havido muito debate sobre inteligência, com os críticos observando preconceitos de raça, classe e etnia nos testes, e afirmando que essas avaliações limitam a definição de inteligência. Apesar disso, os testes de inteligência têm suas vantagens.

Outras pessoas estão lendo

Precisão de medição

Os testes mais comuns utilizados para medir a inteligência das crianças incluem o "Weschler Intelligence Scale for Children" (Escala de inteligência infantil de Weschler), terceira edição, ou WISC-III, e o "Stanford-Binet", quarta edição, ou SB-IV. Esses testes foram desenvolvidos e revistos ao longo de vários anos para demonstrar a diversidade cultural e linguística infantil. As perguntas se ampliaram gradativamente para refletir uma definição mais abrangente de inteligência que os testes anteriores. Hoje, é comum utilizar vários métodos para medir a inteligência e as diferentes habilidades em crianças.

Alunos superdotados e talentosos

Os testes de inteligência podem ser úteis para avaliar e estimular as mentes dos alunos considerados superdotados ou talentosos, incluindo crianças que mostrem habilidades intelectuais acima da média, em áreas criativas e artísticas ou capacidade de liderança. Eles podem, ainda, ajudar a encontrar determinados talentos dos alunos. Isso, por sua vez, pode ajudar os pais a garantir que a criança receba o tipo de educação que ela precisa.

Alunos com necessidades especiais

Os testes de inteligência podem ajudar a identificar os estudantes que tenham desempenho abaixo do esperado e possam ter deficiência de aprendizagem, distúrbio cognitivo ou deficiência intelectual. Por exemplo, uma diferença significativa entre a pontuação de QI de uma criança e seu QI verbal indica uma dificuldade de aprendizagem em potencial. Usar um exame de QI para obter essa informação sobre a aprendizagem do aluno é fundamental para introduzi-lo aos serviços de educação especial necessários.

Realização de medição

Os testes de aptidão são utilizados com frequência nas escolas para avaliar o conhecimento acumulado. Eles também ajudam as escolas a descobrir se as atuais técnicas de ensino estão tendo êxito. Esses testes diferem das avaliações de inteligência, porque eles pesquisam apenas o que os alunos estudaram. Em contrapartida, os psicólogos com conhecimento especializado de administração e interpretação de testes de inteligência aplicam tais avaliações. Os testes de inteligência ajudam os professores a conhecer os pontos fortes e fracos na forma de aprendizagem dos estudantes, em oposição à compreensão apenas sobre o que os alunos aprenderam. Os professores podem usar essas avaliações e tendências registradas no desempenho do aluno para adaptar seu estilo de ensino.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível