Ártemis, deusa da caça e da lua

Escrito por ann mazzaferro | Traduzido por mariana munhoz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ártemis, deusa da caça e da lua
Ártemis é normalmente retratadas usando uma túnica e acompanhada por animais (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

A deusa Ártemis era uma grande deusa do Olimpo e era ao mesmo tempo adorada e temida pelos gregos antigos. Por se enfurecer facilmente e por sua astúcia na hora da vingança, Ártemis podia tanto proteger quanto tormentar seus adoradores. Protetora dos virgens, das crianças, dos caçadores e da vida selvagem, Ártemis é considerada uma representação primitiva do feminismo por seu conhecimento da natureza e sua independência quanto a relacionamentos com o sexo masculino.

Outras pessoas estão lendo

Família

Ártemis foi uma das filhas de Zeus, resultado do encontro com a deusa Leto. A esposa de Zeus, Hera, furiosa com a infidelidade do marido, proibiu Leto de ter a sua criança em terra firme, incluindo as ilhas no mar. Para contornar a maldição, Leto teve Ártemis e seu irmão gêmeo Apolo em Delos, uma ilha flutuante suspensa acima do mar. Ártemis nasceu primeiro, e logo após o parto, ajudou a mãe a fazer o parto de Apolo. Algumas narrativas duvidam da participação de Ártemis no parto do irmão e insistem que os deuses nasceram em Ortígia, não Delos. A mitologia grega afirma que Ártemis permaneceu virgem por toda a vida, e nunca casou ou teve filhos.

Mitos

Muitos dos mitos ao redor de Ártemis refletem seu temperamento volátil e atitude inflexível. Sua vingança era primariamente voltada a homens que estupravam ou desonravam mulheres, como no caso do caçador Acteon. Por acidente, o jovem descobriu o local onde Ártemis e seu grupo de mulheres se banhavam na floresta, e a beleza delas o deixou fascinado. Quando Ártemis o descobriu, ela se enraiveceu e o transformou em um veado. Acteon fugiu, e foi perseguido e morto pelos próprios cães de caça. Desrespeitar a área de caça de Ártemis era também ofensa grave; quando Agamemnom sacrificou um veado em uma floresta sagrada para Ártemis, a deusa ofendida parou os ventos e deixou os barcos de Agamenon encalhados no mar. Quando Agamemnon tentou apaziguar Ártemis, ela exigiu que ele sacrificasse Ifigênia, sua filha. Ártemis não era sempre vingativa; algumas versões do mito de Ifigênia mostram Ártemis salvando a garota e a transformando em uma de suas sacerdotisas, enquanto o mito de Órion mostra Ártemis o colocando nas estrelas depois que ele é morto pela deusa da terra Gaia por causa de sua arrogância.

Adoração

Enquanto ela era reverenciada como uma deusa, Ártemis não comandava o mesmo respeito de deuses mais proeminentes, como Zeus ou Hera. No entanto, os gregos antigos se voltavam para Ártemis como protetora contra doenças, como padroeira dos animais e dos caçadores, e como guardiã das mulheres que ainda não haviam alcançado a idade para o casamento. Como seu irmão Apoloera considerado o deus do sol, Ártemis é frequentemente chamada de deusa da lua. Considerando seu temperamento instável e natureza vingativa, muitas das preces direcionadas a Ártemis era preventivas. A deusa poderia acabar causando muitos dos desastres dos quais a pediam para evitar.

Símbolos

Tradicionalmente, Ártemis é retratada usando uma túnica drapeada, na altura do joelho. Veados, cães de caça e o arco e flecha são associados à deusa e aparecem em muitas de suas representações. Ártemis é normalmente acompanhada por uma ursa, que em algumas versões de seu mito afirmam ser uma antiga companheira chamada Calisto. A ninfa era uma das virgens que serviam Ártemis até ser seduzida por Zeus, que tomou a aparência de Ártemis para enganar a ninfa a se entregar a ele. Calisto escondeu o encontro de Ártemis até que se descobriu que Calisto estava grávida. Enraivecida por Calisto ter quebrado seus votos de castidade, Ártemis a transformou em uma ursa. Em algumas versões do mito, foi Hera quem se enfureceu com a sedução de Zeus e Ártemis transformou Calisto em urso para apaziguar Hera. Em outras versões, a deusa não só transforma Calisto em ursa, Ártemis também a mata.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível