Artistas do século XIX

Escrito por audrey farley | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Artistas do século XIX
Os artistas do século XIX refletem diversas influências e tradições (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Os artistas do século XIX eram principalmente pintores, uma vez que a pintura era a forma de arte mais dominante e celebrada. Todavia, esses pintores eram inspirados por diversos movimentos e tradições, até conflitantes, no decorrer do século. Os grupos mais proeminentes de artistas que surgiram nessa época foram os grupos Neoclássicos, Românticos, Realistas e Impressionistas.

Outras pessoas estão lendo

Artistas Neoclássicos

Muitos dos artistas do início do século XIX estavam associados ao Neoclassicismo, que se originou primeiramente na segunda metade do século XVIII, na Europa, onde o espírito do Iluminismo ainda prevalecia. Segundo os ideais Iluministas, o homem (e não Deus) era celebrado. Os artistas Neoclássicos, assim como os pensadores Iluministas, favoreciam o intelecto humano e a realização, e imitavam deliberadamente a arte grega e romana para retornar aos ideais clássicos que exaltavam o homem, e não as autoridades religiosas. Talvez o mais famoso artista neoclássico seja Jacques Louis David, que representou Sócrates preparando-se para beber cicuta para mostrar que o homem sempre deve ser leal às suas próprias convicções primeiro e acima de tudo. Jean-Baptiste-Simeon Chardin, Nicolas Poussin e Jean-Auguste-Dominique Ingres são outros notáveis artistas Neoclássicos.

Artistas Românticos

Os artistas Românticos eram aqueles inspirados pelos ideais do movimento filosófico e cultural Romântico, que procurava a revolta contra os valores estabelecidos da sociedade e religião. Os Românticos exaltavam o indivíduo acima da sociedade, assim como a imaginação e as emoções acima da razão e do racional. Talvez, o mais importante seja que os Românticos celebrassem a natureza e sua sublime grandeza. Os pintores Românticos geralmente representavam ruínas cobertas de hera para mostrar que a realização humana está inevitavelmente sujeita aos ventos destruidores da natureza. Os Românticos temiam a capacidade de destruição da natureza, mas acreditavam que esta era necessária para restaurar o equilíbrio e a ordem das culturas que se tornavam decadentes. Entre os famosos artistas Românticos estão Thomas Cole, Thomas Moran, Baron A. J. Gros, John Constable, Gilbert Stuart e John Henry Fuseli.

Artistas Realistas

Os Realistas eram artistas que se focalizavam em conceitos científicos de visão, como os efeitos ópticos da luz. Usavam também a arte para defender os ideais democráticos representando a "vida real", em vez de cenas de propriedade da classe superior, que eram glorificadas na arte Clássica e Romântica. Para representar honestamente a realidade, os artistas Realistas usaram como tema o mundo que os cercava, que incluía a vida comum da classe média. Entre os famosos realistas estão: Marie Rosalie Bonheur, John Singleton Copley, Gustave Courbet, Edgar Degas, Thomas Eakins, Wilhelm Leibl e Edouard Manet.

Artistas Impressionistas

Os artistas Impressionistas estrearam pela primeira vez em Paris. Os pintores Impressionistas usavam a luz natural e a técnica de pinceladas rápidas para representar paisagens. Nos Estados Unidos, os artistas originalmente resistiram ao movimento Impressionista, mas finalmente aceitaram e incorporaram o estilo na segunda metade do século XIX. Alguns pintores Impressionistas, como Claude Monet, representavam principalmente as cenas tranquilas da natureza, como lagos, lagoas e campos floridos. Pierre August Renoir geralmente representava indivíduos (geralmente mulheres) na natureza. Outros pintores Impressionistas, como os americanos William Merritt Chase e John Singer Sargent, escolhiam os ambientes animados da vida urbana. A energia cultural em Nova York produziu novos artistas Impressionistas com muito material temático.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível