Por que as batatas são tão boas para nosso organismo?

Escrito por anna rangel
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Por que as batatas são tão boas para nosso organismo?
A batata, embora popular na Europa, tem origem sul-americana (getty images)

A batata é originária da América do Sul e foi levada à Europa (e dali para o resto do mundo) após a descoberta do continente. Desde então, se tornou uma das principais fontes de carboidrato da dieta dos europeus, principalmente por ser um tubérculo de fácil cultivo, que se adapta às mais variadas condições de clima e terra. Além disso, a batata é um alimento versátil, que pode ser preparado de mil formas e é parte indispensável de milhares de saborosas receitas. Descubra aqui por que a batata, além de ser querida de crianças e adultos, faz parte de uma dieta saudável.

Outras pessoas estão lendo

Mitos e verdades sobre a batata

Se no passado a batata era considerada um alimento simples, que servia só para "encher barriga", sem trazer uma carga maior de nutrientes, hoje os métodos de análise de substâncias químicas nos mostram uma realidade bastante diferente. Médicos e pesquisadores já conseguiram encontrar diversos componentes de altíssima carga nutricional, capazes até mesmo de prevenir doenças. O tipo mais comum é a batata inglesa, de cor amarela clara, mas outras espécies, embora de aparência levemente distinta, se parecem muito no formato e na carga nutricional, como a yacon, a vermelha e a batata-doce.

Por que as batatas são tão boas para nosso organismo?
Existem, diversos tipos de batata, como a vermelha e a doce, e todas são nutritivas (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

Proteínas importantes para a saúde

Um estudo publicado em 2003 no Journal of Agricultural and Food Chemistry detectou nas batatas uma proteína chamada patatina, que ajuda a formar e fortalecer a membrana celular, garantindo sua integridade. Além disso, a substância funciona como um antioxidante, minimizando a ação dos radicais livres, moléculas de oxigênio que influenciam diretamente na saúde das células, causando, por exemplo, o envelhecimento precoce da pele. Os radicais livres podem agir de forma benéfica para o organismo, quando em quantidades moderadas. Porém, vale cuidar da alimentação para evitar que esse aliado se torne vilão.

Por que as batatas são tão boas para nosso organismo?
A batata contém uma proteína que ajuda a fortalecer as células do corpo (Ciaran Griffin/Stockbyte/Getty Images)

Batata contra o câncer e a depressão

Outro nutriente encontrado na batata é a quercetina, um antioxidante responsável por inibir reações danosas ao corpo, como o desenvolvimento de câncer. A substância já se mostrou eficaz como forma de inibir o crescimento do câncer de mama em mulheres. Além disso, vale destacar que o tubérculo possui quantidades consideráveis de lítio e triptofano, muito eficazes em quadros de depressão. A parte mais nutritiva da batata está próxima à casca, rica em fibras. Por isso, tome cuidado na hora de descascá-la. Dependendo do prato, vale a pena até lavar bem o legume e comê-lo com a casca.

Batatas como parte de uma dieta saudável

As batatas, em seu diversos tipos, são parte importantíssima para uma dieta saudável. Quem busca perda de peso ou mais definição muscular pode investir no consumo de batata-doce, um carboidrato complexo, que leva mais tempo para ser digerido pelo corpo. Isso acontece porque, ao contrário da batata comum, o açúcar contido na versão doce demora mais tempo para ser liberado, garantindo a saciedade por mais tempo. O tubérculo também é muito saudável e pode ser consumida sem restrições, seja assada ou cozida.

Por que as batatas são tão boas para nosso organismo?
As batatas são uma fonte alternativa de carboidratos (Martin Poole/Photodisc/Getty Images)

Os legumes e o uso de agrotóxicos

Embora a região próxima à casca da batata seja a que contém a maior quantidade de nutrientes, é também onde estão concentrados os maiores índices de agrotóxicos. Mais do que isso, a batata está entre os alimentos mais contaminados por esse tipo de substância, ao lado do morango, pepino, beterraba, couve, uva, abacaxi, mamão, pimentão, couve, alface e tomate. Por isso, não deixe de lavá-la com cuidado, usando muita água e sabão e esfregando o legume até que ele esteja bastante limpo.

Batata: a salvação da Europa nos tempos de fome

Os atributos da batata inglesa como fonte de vitamina C são velhos conhecidos. Essa alta concentração do nutriente foi vital nos tempos de fome na Europa nos séculos passados, no qual o tubérculo, de origem sul-americana, fez a diferença e foi o responsável por nutrir milhões de pessoas e evitar doenças até ali comuns, como o escorbuto, desencadeado pela falta da vitamina C, e que pode causar hemorragias na gengiva, feridas que não cicatrizam e fortes dores nas articulações.

Um legume cheio de nutrientes

A batata não fica atrás de outros legumes no quesito densidade nutricional. Além de ser rica em fibras, possui altíssima carga de vitamina C e quase todas as variedades do complexo B – com destaque para a vitamina B16, que contribui na formação saudável das células do organismo. Vale lembrar que, por ser composta de 80% de água, a batata não pode ser congelada. No freezer, a água se separa da parte sólida, produzindo um caldo espesso depois do prato descongelado. Já as manchas verdes na casca surgem pela interação natural com a luz e devem ser removidas antes do consumo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível