Como o bullying virtual está afetando os adolescentes?

Escrito por susan ayers | Traduzido por rodrigo da silva
Como o bullying virtual está afetando os adolescentes?

Agressores virtuais podem arruinar a reputação de alguém espalhando fofocas e mentiras

Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images

Um em cada três adolescentes tem sido vítima de bullying virtual de acordo com uma pesquisa de 2006 da organização estrangeira "Fight Crime: Invest in Kids." O bullying virtual é muitas vezes um ataque, muito parecido com o bullying presencial, que tem por objetivo fazer outra pessoa se sentir mal consigo mesmo. Este tipo de ataque ocorre por meio de comunicações eletrônicas que vêm na forma de mensagens de texto, mensagens instantâneas ou postagens em sites como o Facebook ou MySpace. O bullying virtual afeta negativamente tanto a vítima quanto o agressor.

Outras pessoas estão lendo

Ocorrências

O bullying se manifesta de muitas formas. Um valentão cibernético pode enganar a vítima fingindo ser outra pessoa durante o envio de mensagens ou postagens em sites. Pode obter informações privadas de um adolescente, e em seguida, encaminhá-la a uma multidão de amigos e conhecidos. Fotos particulares também podem ser tiradas sem o conhecimento da vítima. Os ofensores também irão espalhar fofocas e mentiras online sobre a vítima para atingir mais rapidamente um grande público. Estes adolescentes criam fotos depreciativas das vítimas e as espalham rapidamente através da Internet ou do telefone celular. Alguns desses valentões virtuais podem bloquear a conta de e-mail de sua vítima, alterando a senha, invadindo seu computador para roubar bancos, cartões de crédito e outras informações financeiras e senhas, e até mesmo fazendo upload de um vírus em seu computador.

Sinais

Um adolescente que é vítima de bullying virtual pode apresentar sintomas físicos e emocionais. Suas notas podem diminuir e ele pode começar a agir de forma anormal em casa. Ele pode se retirar de situações sociais e começar a evitar o uso da Internet ou do telefone celular. A vítima pode ter dificuldade para dormir, perder o apetite, evitar atividades escolares e apresentar sinais de angústia emocional. Estes sinais incluem dores de cabeça, dores de estômago, tristeza, depressão, pesadelos e explosões de raiva. Os adolescentes que agem como valentões virtuais muitas vezes têm sintomas físicos como dores de cabeça, e são mais aptos a sofrerem de distúrbios de hiperatividade. Eles podem se sentirem inseguros na escola e também têm mais chances de abusar de álcool e cigarros, e demonstrarem problemas de conduta.

Reações

Um adolescente que é virtualmente ameçado pode estar relutante em procurar a ajuda dos pais. Ele pode sentir vergonha do assédio moral que está ocorrendo, ou também, pode ter medo de que o seu computador ou os privilégios do telefone celular possam ser revogados. Um adolescente pode eventualmente, recorrer ao bullying virtual, direcionando o bullying de volta ao ofensor. Ele pode decidir se vingar da pessoa que o está assediando moralmente, ou reagir, evitando os amigos e familiares.

Segurança

Os adolescentes podem ficar "seguros virtualmente," não divulgando senhas, limitando a quantidade de informações pessoais que publicam online e as pessoas a quem eles dão os seus números de telefone celular - e nunca encontrando um estranho virtual face-a-face. Os adolescentes devem contar aos pais ou outros adultos de confiança se o bullying virtual sair do controle.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media