Meu cão tem feridas nas costas que parecem impetigo

Escrito por helen harvey | Traduzido por giovana moretti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Meu cão tem feridas nas costas que parecem impetigo
Particularmente durante o verão, os cães podem sofrer alergias (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

Assim como qualquer condição de saúde que afete seu cão, procure por assistência veterinária quando tentar diagnosticar e tratar as feridas. Porém, se você não puder levá-lo ao veterinário no momento, várias condições comuns podem causar esse problema, muitas das quais você pode tratar em casa. Se as feridas persistirem, piorarem ou infeccionarem, procure por tratamento profissional. Se dinheiro for o problema, o departamento de serviços animais local pode fornecer serviços veterinários de graça ou a baixo custo.

Outras pessoas estão lendo

Alergias

Os cães são tão propensos a sofrerem de alergias a alimentos, pólen, poeira, bolor e pulgas quanto os humanos, e essa propensão é uma das razões mais comuns para o surgimento de feridas na pele. Especialmente se ele gosta de ficar fora de casa e rolar no chão, seu cão pode estar sofrendo uma dermatite alérgica de pulgas, pois a pele dele reage às mordidas e às fezes dos parasitas que estejam nos pelos. Um banho abundante com uma preparação de xampu com medicação para cães e uma dose regular de tratamentos sem prescrição para pulgas vai ajudar a amenizar este problema. Se seu cão estiver coçando as feridas frequentemente, borrife a área com uma solução feita com uma parte de óleo de Árvore de Chá e uma parte de água para ajudar a aliviar a coceira. Para eliminar uma alergia a alimentos, tente mudar a dieta do seu cão para ver se seu quadro melhora. Você pode tratar alergias efetivamente com anti-histamínicos, que podem interromper a coceira, reduzir o inchaço e combater os alérgenos transmitidos pelo ar. Os veterinários recomendam uma dose de 1 mg a cada 450 g de peso do animal. Ao usar os produtos anti-histamínicos, verifique e garanta que o único ingrediente ativo seja a difenidramina; álcool e outros ingredientes ativos podem impedir o tratamento. Uma dieta rica em aminoácidos ômega 3 também aumenta a eficiência dos anti-histamínicos em cães.

Impetigo

Embora ocorra mais comumente em filhotes que em cães adultos, e geralmente no abdome sem pelos e não nas costas, seu cão pode estar sofrendo de impetigo. Essa infecção bacteriana exibe bolhas com pus que se rompem e formam uma crosta. Trate-a com uma solução tópica, dando banho no cão duas vezes por semana durante um mês com um xampu de peróxido de benzoíla também ajuda.

Foliculite

Se as feridas do seu cão forem acompanhadas por inchaços, crostas, escamação e uma pelagem sem vida, ele pode ter foliculite — que costuma estar presente junto com outras condições tais como alergias, sarnas ou uma lesão. Se as loções e xampus antibacterianos não ajudarem, você pode precisar dar ao seu cão uma série de antibióticos para combater a condição.

Sarna

Os ácaros causam sarnas demodécicas e sarcópticas em cães. A sarna canina ou sarcóptica pode se espalhar rapidamente entre os cães e também pode ser passada para humanos. Feridas vermelhas na pele, coceira intensa e perda de pelos em volta da face, orelhas, pernas e costas são os sintomas comuns. Banhos e escovações regulares desempenham um papel importante para prevenir a sarna. Uma vez que o cão esteja infectado, você deve lavar todo o material de cama dele e administrar um curso de antibióticos.

Hot Spots

A dermatite úmida aguda é comumente chamada "hotspots", uma vez que as áreas afetadas ficam vermelhas, inflamadas e quentes ao toque. Elas podem ocorrer como resultado de lambidas e mastigação excessivas, alergias, infecções e picadas de insetos. O tratamento consiste em banhar e aliviar as áreas afetadas, além de tratar as condições subjacentes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível