Ciclo de vida da Ancylostoma Caninum

Escrito por frank whittemore | Traduzido por bruno queiroz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ciclo de vida da Ancylostoma Caninum
Ancylostoma Caninum (Adult Hookworm - Centers for Diease Control)

Ancylostoma caninum é uma espécie de parasita nematódeo que infecta a pele e as vias intestinais de cães e gatos, como um hospedeiro definitivo. Ele também pode infectar a pele dos seres humanos como um hospedeiro temporário. Esses vermes se alimentam do sangue do hospedeiro. Em casos graves, podem causar uma perda crônica de sangue e anemia. Em cães, o contágio se dá com o contato do solo contaminado.

Outras pessoas estão lendo

Fase de ovos

Os ovos percorrem as vias intestinais e são eliminados do corpo pelas fezes. Dentro de dois dias, os ovos eclodem em solos quentes e úmidos. As larvas vivem no solo, à espera de contato com o hospedeiro.

Ciclo de vida da Ancylostoma Caninum
Ciclo de vida da larva

Estágio larval rabditiforme

A primeira forma no ciclo da larva é chamada de larva rabditiforme que pode ser encontrada em fezes ou no solo, de cinco a dez dias, a larva irá crescer e ainda se transformará duas vezes.

Estágio de pupa

Após a última transformação, as larvas entrarão na fase de pupa e já podem infectar um hospedeiro. Elas podem sobreviver por até 30 dias no solo. Se um hospedeiro entrar em contato com a área contaminada, a larva penetra através da sua pele. Em seguida, ela move-se para o sistema circulatório e é transportada para os pulmões. Em ambos os hospedeiros, final ou temporário, as larvas podem se prender à pele. Quando as larvas não podem mais amadurecer e migram para dentro do tecido cutâneo, chamamos de erupção cutânea. Algumas das larvas podem entrar mais profundamente nos tecidos após essa erupção. Infecções transmamárias podem ocorrer em caso de hospedeiras fêmeas gestantes. No hospedeiro definitivo, algumas larvas sairão do pulmão, entrarão pelos alvéolos e viajarão até traqueia. O hospedeiro então tossirá a larva e a engolirá. A larva passará então através das vias digestivas para o intestino delgado onde vai crescer e virar um adulto.

Estágio adulto

No hospedeiro definitivo, ancilostomídeos adultos juntam-se à parede do intestino delgado, alimentando-se do sangue do hospedeiro e se reproduzindo. As fêmeas irão por ovos nas vias digestivas para iniciar o ciclo de vida novamente. Ancilostomídeos adultos podem viver por até dois anos no intestino do hospedeiro.

Diagnóstico e tratamento

O diagnóstico pode ser realizado através da coleta de fezes com auxílio de exames de sangue para a anemia e deficiências nutricionais. Drogas antiparasitas, tais como albendazole, são utilizadas para tratar a infecção.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível