As cinco melhores formas de desenhar o que você vê

Escrito por ryan crooks | Traduzido por erick vasconcelos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As cinco melhores formas de desenhar o que você vê
Arte representacional é difícil para a maioria dos artistas novatos (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Artistas iniciantes têm dificuldades ao desenhar objetos e pessoas de forma precisa. Isso ocorre porque nossos cérebros criam modelos ou símbolos para traduzir um significado e propósito para as coisas que vemos. Embora essa habilidade natural permita que as pessoas criem interpretações interessantes do mundo, muitas pessoas querem desenhar um objeto da forma exata que ele é percebido pelo olho. Há muitas formas de conseguir fazer isso, mas os cinco jeitos mais populares são desconsiderar a imagem como símbolo, perceber os ângulos e formatos, desenhar o negativo, ver o mundo de ponta à cabeça e desenhar trecho por trecho.

Outras pessoas estão lendo

Ignore o símbolo e o significado

Se você é um artista iniciante que está tentando desenhar o que vê, a primeira coisa que você deve fazer é ignorar o que está desenhando. Isto é, você deve tentar apenas desenhar o que você vê, não o que você sabe que o objeto é. Embora isso pareça quase espiritual, o motivo pelo qual a maioria das pessoas não consegue desenhar um rosto é porque sabem que um rosto tem dois olhos, duas orelhas, uma boca e um nariz. Ao invés de nomear e catalogar as partes do rosto, você deve desenhar o formato do nariz ao se encontrar com o olho e a bochecha, e assim por diante.

Ângulos e formas

O desenho tenta registrar objetos tridimensionais numa superfície bidimensional. Para conseguir isso, o artista deve traduzir formas reais em ângulos e formas e registrá-las no papel. Tente ver objetos reais como conjuntos de linha e superfícies arranjadas em um relacionamento espacial. Assim, um nariz não é um nariz, mas uma série de três ou quatro elipses alinhadas, pontuadas por aberturas profundas de formato retangular ou elíptico.

Desenhe o negativo

Um método excelente para desenhar o que se vê é desenhar o negativo. Em vez de fazer o objeto que você vê, desenhe os limites do espaço em volta do objeto. É como fazer um molde do objeto para inserir sua representação perfeita. Você deve tentar desenhar o espaço em volta das orelhas e do cabelo para representar de forma precisa as orelhas e o cabelo. Na arte e na arquitetura, isso se chama reversão da percepção figura-fundo, uma inversão do relacionamento entre sólidos e vazios.

Trabalhe de ponta à cabeça

Alguns artistas não conseguem abstrair símbolos e significados do objeto retratado, então um método excelente para desenhar o que você vê é de ponta à cabeça. Isso pode significar rotacionar o objeto ou ficar de cabeça para baixo para desenhá-lo. A maioria dos artistas é capaz de criar retratos mais objetivos e exatos de ponta à cabeça. Essa simples reversão faz com que o cérebro pense que está vendo algo diferente e novo e sem estar familiarizado com o objeto, é capaz de estudá-lo mais cuidadosamente.

Desenhe trecho por trecho

Outro jeito de desenhar o que você vê é dividindo o objeto em uma grade de quadrados e desenhar dentro dos quadrados, um por um. Esse método permite que o cérebro olhe somente para uma parte de cada vez, sem ter uma compreensão completa dos formatos e significados do objeto. Embora esse método consuma muito tempo, ele permite que o artista trabalhe objetivamente no desenho, como que manipulando os pixels numa tela de computador.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível