Componentes do planejamento estratégico da corporação e dos negócios

Escrito por b. maté | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Componentes do planejamento estratégico da corporação e dos negócios
A corporação e as unidades de negócio estratégico trabalham juntas para produzir uma meta estratégica (business man image by peter Hires Images from Fotolia.com)

As corporações e suas unidades de negócio estratégico funcionam como um time de futebol americano. A sede da empresa, assim como o departamento de treinamento de uma equipe esportiva, direciona seu foco para uma visão de alto nível das atividades da companhia. Enquanto isso, as unidades de negócio estratégico são como os jogadores: cada uma tem uma função específica na equipe. Mesmo que os papéis do diretor executivo e do gerente comercial sejam diferentes, toda a empresa lucra com cada componente do processo de planejamento, o que inclui todos os aspectos da declaração da missão para avaliar a eficácia de uma estratégia.

Outras pessoas estão lendo

Missão e visão

No início do processo estratégico está a declaração da missão, que é normalmente o primeiro componente estabelecido. É nesse documento que a empresa estabelece sua finalidade e visão. Essas declarações compõem, em geral, a ideia original da sede da empresa e da unidade de negócios de marketing. A corporação estabelece o interesse de acionistas, e o departamento de marketing articula o feedback que recebe, considerando como a missão afetará a competitividade da empresa. A declaração da missão é uma formulação de seus valores fundamentais, finalidade e objetivos. Assim, por exemplo, a visão de uma empresa de equipamentos esportivos poderia se tornar a pioneira na fabricação de equipamentos feitos com a mais recente tecnologia e líder de recursos para artigos esportivos.

Identificando os problemas

Uma análise da situação leva em consideração os pontos fortes e fracos de uma empresa e os coloca frente às oportunidades e ameaças. Nesse componente, as unidades de negócios são fundamentais na coleta da pesquisa de campo necessária para avaliar adequadamente o mercado. Manter a competitividade é um dos objetivos mais importantes das unidades estratégicas de negócios, e cada gerente é responsável pela produtividade de sua unidade. Desenvolver uma estratégia para combater a concorrência requer que os gestores analisem o desempenho anterior e prevejam a eficácia da estratégia futura. Estratégias de marketing passadas, excedentes ou déficits contábeis, complicações de produção, problemas de distribuição e estratégias organizacionais são todas questões que serão consideradas antes de a estratégia ser desenvolvida.

Desenvolvendo a estratégia

O planejamento estratégico pode ser desenvolvido de cima para baixo, com o escritório corporativo ditando cada elemento e as unidades de negócios executando-os. No entanto, nos processos de negócios mais contemporâneos, os gerentes de unidades participam do planejamento estratégico. A estratégia ao nível corporativo identifica a empresa como um todo e inclui as funções integradas da unidade de negócios estratégicos certificando-se de que, como um todo, cada um funcione da melhor forma. Ao nível da unidade, de acordo com as estratégias gGenéricas de Porter, as táticas que podem ser implementadas são: uma estratégia de liderança de custo (o produto da empresa é um líder de preço no mercado), uma estratégia de diferenciação (o produto tem atributos únicos, sendo diferente de qualquer outro no mercado) ou a estratégia de foco (recursos do produto para um nicho de mercado).

Colocando a estratégia em ação

As unidades de negócios estratégicos ganham vida quando é o momento de colocar o plano em ação. A correta implementação da estratégia de negócios depende do plano de ação e dos recursos disponíveis para cada unidade. O plano de ação contém etapas suplementares que detalham como as unidades realizarão a estratégia. A estrutura organizacional fornece o esqueleto da estratégia, incluindo os estilos de gestão, os membros da equipe e fluxo de informações. Por último, as unidades de negócios devem se certificar de que seus esforços sejam integrados, suas ações estratégicas trabalhem juntas para o objetivo comum da corporação e não sejam conflitantes.

Avaliando a eficácia

Depois de um plano estratégico ser implementado, o escritório corporativo e as unidades estratégicas de negócios avaliarão a sua eficácia. Será utilizada uma série de demonstrações financeiras para determinar qual unidade de negócio estava funcionando de forma ideal. Os rácios e as demonstrações contábeis são a maneira quantitativa de determinar quais áreas estão gerando ou perdendo dinheiro e quais planos estratégicos foram mais viáveis. Embora os gerentes de unidade também estejam cientes do orçamento, eles usarão outros métodos de controle e harmonização para medir a eficácia. Os relatórios do consumidor, dados de participação de mercado, números de vendas e pesquisa de campo podem ser usados para verificar um plano estratégico, a maneira como ele está sendo implementado e para corrigir qualquer falha ou problema com a estratégia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível