Como contar a uma criança que um familiar faleceu

Escrito por ehow contributor | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como contar a uma criança que um familiar faleceu
Como contar a uma criança que um familiar faleceu

Lidar com a morte de um ente querido é difícil para adultos de todas as idades. Para as crianças, que não têm muita experiência com perdas desse tipo, a morte de um familiar é algo devastador e confuso. Embora os pais queiram proteger os filhos da dor e do sofrimento, contar a verdade é o primeiro passo para a superação e o entendimento.

Nível de dificuldade:
Desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Conte a verdade sobre a morte. Ser sincero sobre o que aconteceu é a melhor abordagem, usando um diálogo honesto de uma maneira gentil. Resista ao impulso de amenizar a situação dizendo que a avó "está em um lugar melhor" ou "foi para o céu"; explique que ela faleceu e nunca mais voltará.

  2. 2

    Chore com seu filho. Outro erro que os pais cometem é esconder seus sentimentos, recusando-se de chorar ou ficarem irritados na frente das crianças. Elas precisam ver os pais chorando para que possam saber que é aceitável compartilhar seus sentimentos.

  3. 3

    Tranquilize seu filho com suas próprias crenças. Compartilhe o que você acredita sobre o que acontece após a morte. Isso amenizará os temores da criança sobre o desconhecido e a ajudará a começar a entender que a morte é parte da vida.

  4. 4

    Ajude seu filho a superar as emoções mais fortes. Ele se sentirá triste e irritado, mas também pode se sentir um pouco culpado e confuso. Tranquilize-o e explique que ele não teve nada a ver com a morte do ente querido e que não havia nada que pudesse ter feito para evitá-la.

  5. 5

    Leve a criança ao funeral ou à cerimônia religiosa se ela desejar. Talvez ela fique com medo de sair de perto de você e prefira ficar por perto, mesmo que seja no funeral ou na cerimônia. Explicar o procedimento e o objetivo dessas atividades deixará a situação mais fácil para que ele participe.

  6. 6

    Procure ajuda, se necessário. Se a criança não estiver lidando de maneira saudável com a morte de um familiar ou se seu comportamento mudar subitamente, procure um conselheiro, médico ou religioso. Além disso, utilize outros recursos, como livros, internet e grupos de ajuda.

Dicas & Advertências

  • Incentive a criança a fazer perguntas e aproveite para começar uma conversa sobre a morte do familiar.
  • Deixe seu filho saber que não há maneira certa ou errada de se sentir sobre a perda. Além disso, adeque a maneira como fala sobre a morte de acordo com a idade da criança. As palavras que você usa e a maneira com que apresenta o assunto deve variar de crianças para adolescentes.
  • Embora incentivar a criança a ir no funeral seja saudável, forçá-la não o é. Observe os sinais.
  • Tenha cuidado para não deixar sua tristeza interferir na maneira como você cuida do seu filho. Se sentir que está ficando fora de controle, procure ajuda.
  • Tente ao máximo não pressioná-lo. É ótimo incentivar a comunicação, mas ele também pode precisar de espaço e paciência para superar a dor.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível