Como fazer para contestar um plágio?

Escrito por kenneth w. michael wills | Traduzido por juliana ferreira dos anjos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer para contestar um plágio?
Defender-se contra o plágio exige, primeiramente, apontar como fez para evitá-lo (writing image by Horticulture from Fotolia.com)

Usar as ideias dos outros é uma prática comum no mundo acadêmico e profissional. Quando é que o uso das ideias de outra pessoa, no entanto, torna-se plágio? Se você está sendo acusado de plágio, precisa descobrir exatamente o que o seu acusador quer dizer com a acusação. Depois de entender como ela se aplicou ao seu trabalho, você deve contestar o plágio, mostrando, em primeiro lugar, o trabalho que teve para evitá-lo.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Peça uma explicação detalhada, por escrito, de como seu acusador concluiu que seu trabalho continha a em plágio. Peça-lhe para dar exemplos e citar as fontes originais do alegado plágio. Há muitas formas de plágio. Estes incluem a cópia deliberada de palavras, textos ou imagens, bem como o uso inocente de ideias semelhantes, sem saber que elas pertencem a outra pessoa. o plágio também inclui a atribuição indevida e a citação e roubo de ideias, mesmo usando palavras diferentes para indicar as mesmas coisas. Use os detalhes do seu acusador para preparar sua defesa.

    Lembre-se de que o plágio inocente não tira a responsabilidade de quem plagiou, o que pode ser constatado na lei de direitos autorais ou políticas de plágio mais acadêmicas.

  2. 2

    Mostre que você deu o devido crédito a quaisquer palavras, frases, imagens ou qualquer outra forma de expressão, em todas as instâncias em que você usou ideias de outros. Fontes de ideias incluem quaisquer imagens visuais, escritas ou trabalhos orais dos meios de comunicação, como jornais, revistas, músicas, internet, cartas ou qualquer outro meio. Se você deixar de creditar uma obra original, poderá estar violando leis de direitos autorais, além de cometer plágio.

  3. 3

    Prove que você citou a fonte de todas as estatísticas apresentadas, especialmente aquelas que não sejam de conhecimento comum, a menos que você seja o único responsável pelas estatísticas. Nesse caso, é preciso citar o seu estudo a partir do qual você tirou as estatísticas. Não fazer isso poderá levar a acusações de plágio, caso alguém tenha chegado a estatísticas semelhantes.

  4. 4

    Mostre que você usou aspas para todas as frases que cita diretamente as palavras escritas ou faladas por outra pessoa. Se você não usar aspas em torno das palavras de outras pessoas, você será culpado de plágio, independentemente de suas intenções.

  5. 5

    Demonstre que você deu crédito a todas as ideias que parafraseou. Se você parafrasear o que a outra pessoa diz, sem citá-lo diretamente, ainda assim deve dar crédito ao reconhecer as fontes. Não fazer isso é plágio.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível