Crenças e rituais do funeral xintoísta

Escrito por jeffrey norman | Traduzido por erika f curto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A religião xintoísta é originária da cultura japonesa. Não há nenhuma exigência para anunciar oficialmente a adesão ao xintoísmo a fim de praticá-lo. Porém essa flexibilidade de compromisso contrasta com as demandas extremamente formais de um funeral xintoísta. Muitos componentes devem ser observados, e o procedimento é detalhado e preciso.

Outras pessoas estão lendo

Túmulos

Os túmulos xintoístas normalmente são grandes e ricamente decorados. A cremação é obrigatória. Algumas das cinzas são colocadas em uma urna, antes de serem colocadas em um caixão. Uma fotografia do falecido é especificamente colocada à esquerda do túmulo. Os enlutados repõe flores novas uma vez por semana. No início de cada visita ao túmulo, uma vareta de incenso é montada em um recipiente, antes de ser aceso em memória ao falecido.

O velório

Os velórios, que precedem o enterro, no Japão, são mais comuns em ambientes urbanos, ao invés do campo. Durante os velórios na tradição xintoísta, os enlutados postam ramos de sakaki, uma variação de flor de camélia, no altar do santuário da família. A cerimônia normalmente dura uma hora. Os velórios xintoístas podem terminar com uma pequena refeição, composta de saquê e pratos sem carne, ou chás e bolos.

Práticas funerárias

Um extenso procedimento caracteriza os enterros xintoístas tradicionais. Mais de vinte etapas individuais são obrigatórias nos costumes fúnerários da religião. Destes, o "kichu-fuda" se destaca. Este termo descreve o dia designado para o profundo pesar. Os enlutados usam vestes exclusivamente pretas durante o kichu-fuda, que inicia-se com um padre entoando e rezando pelo falecido. "Koden", a oferta de presentes funerários de valor monetário, também ocorre neste dia. O "kotsuage" denota a coleta das cinzas, algumas das quais são designadas à uma urna, e o restante entregue aos familiares mais próximos.

Influência budista

O xintoísmo está classificado juntamente ao budismo como as religiões seminais do Japão. A maioria das famílias do país reconhecem ambas as crenças, mas optam por realizar seus funerais de acordo com os preceitos do budismo. As diferenças entre os funerais budistas e xintoístas são sutis. Durante um velório budista, por exemplo, os enlutados podem carregar o "juzu", ou contas de oração. Os membros da família e parentes podem também realizar uma vigília durante a noite, ficando acordados em uma sala com o falecido.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível