Danças expressionistas alemães de 1930

Escrito por debbie pollitt | Traduzido por cleuzeni torres
Danças expressionistas alemães de 1930

Dançarinos expressionistas preferiam dançar com os pés descalços do que usar as tradicionais sapatilhas de balé

dance shoes image by Richard J Thompson from Fotolia.com

A dança expressionista alemã, conhecida como ausdruckstanz em alemão, foi um novo estilo artístico surgido entre os anos 1920 e 1930. Uma reação contra as limitações do ballet clássico, refere-se a uma expressão de realidade distorcida em forma e cor. O artista oferece sua própria interpretação da natureza em vez de copiá-la. Um protagonista influente do expressionismo era Rudolph Von Laban, que ensinou os dançarinos mais famosos daquele período e definiu as características básicas da dança moderna.

Outras pessoas estão lendo

Totenmal (1930)

O "Totenmal" era uma dança expressionista alemã dos estudantes de Laban e da pioneira do expressionismo, Mary Wigman, também conhecida como a sacerdotisa de ausdruckstanz. Wigman ensinou e realizou a dança expressionista na Alemanha e, aproveitando o sucesso de sua escola de dança Dresden, enviou sua aluna, Hanya Holm, para abrir uma outra escola em Nova York em 1931. A dança "Totenmal" foi uma colaboração entre Wigman e o poeta suíço Albert Talhoff, que lamentava a perda de vidas na Primeira Guerra Mundial. Esta dança era uma dança sombria e introspectiva que caracterizou o estilo de Wigman e revelou uma forte frustração interna sobre a futilidade da guerra.

The Green Table (1932)

Kurt Jooss, assim como Mary Wigman, era um estudante de Rudolph Laban e compositor da peça de dança expressionista de premiada em 1930. Ecoando o tema de Wigman, "Totenmal", "The Green Table", com música de Frederick Cohen, expressou os temores dramáticos que a guerra provoca e os horrores que ela traz. Jooss personificou a Morte e a Politica nesta dança, utilizando-as para ilustrar os efeitos da ganância pessoal. "The Green Table" contém uma cena bem conhecida com políticos mascarados negociando em torno da mesa de mesmo nome.

Trend (1937)

"Trend", foi a primeira grande dança criada pela coreógrafa expressionista alemão e dançarina Hanya Holm. A aluna favorito de Mary Wigman, Holm, abriu a New York Wigman School no nome de Mary no início da década de 30, comprou a escola em 1936 e a rebatizou de Hanya Holm Studio. Holm tinha uma técnica distinta que influenciou várias gerações de bailarinos modernos. Ela incorporou as características essenciais do ausdruckstanz, ou técnica de Wigman, e a técnica americana de dança livre que ficou famosa grças a Isadora Duncan. O tema de "Trend" foi a crítica social. De acordo com um artigo no New York Times, esta dança foi uma "alegoria monumental da decadência social e da reconstrução."

Tragic Exodus (1939)

"Tragic Exodus", outro trabalho de Hanya Holm, ganhou o prêmio da Dance Magazine de melhor coreografia de grupo e foi um dos dois shows criados em resposta à crise da guerra na Europa. Junto com "They Too Are Exiles", estas danças continuaram seu tema de destruição social e os efeitos sobre a vida humana. Um dos primeiros trabalhos de Holm, uma peça mais alegre, era uma sátira do jornal intitulado "Metropolitan Daily" (1938), sendo a primeira dança a ser televisionada nos Estados Unidos.

Não deixe de ver

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media