Definição de polimerização por condensação

Escrito por alex lim | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Definição de polimerização por condensação
O poliéster de camisas é um polímero produzido em uma polimerização por condensação (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Muitos produtos modernos são feitos a partir de matérias sintéticas chamadas polímeros e são mais comumente chamados plásticos. Utilizando técnicas diferentes, estes polímeros são produzidos em um processo denominado polimerização por condensação, que é comumente utilizado para produzir produtos como fibras de poliéster em roupas e cortinas, garrafas de refrigerantes, nylon em cordas e tecidos, tubos de PVC e coletes à prova de balas.

Outras pessoas estão lendo

O que é polimerização

A polimerização é um processo químico sintético que produz um polímero a partir da reação de dois ou vários monômeros e existem dois tipos. Com a polimerização por condensação, os tipos específicos de monômeros unem-se e resultam em um polímero em que as moléculas, tais como água, ácido clorídrico e outras substâncias, são liberadas como um subproduto da reação química. A polimerização que resulta na libertação de um subproduto é uma polimerização por condensação. Estes subprodutos distinguem-o do outro tipo de processo de polimerização conhecido como polimerização por adição. Trata-se de um outro grupo de monômeros que se unem, mas sem liberar água ou qualquer subproduto.

O que são monômeros?

Os monômeros são átomos ou moléculas simples, em contraste com polímeros, o que significa "muitas" moléculas. A ligação de vários monômeros em um resulta em reações químicas em polímeros. Existem vários grupos ou classes de monômeros, mas para a polimerização por condensação ter lugar, existem três grupos funcionais utilizados no processo. O grupo de glicol contém uma molécula de álcool, o grupo amina contém moléculas de amino e o grupo carboxílico contém ácidos.

Tipos de ligações de monômeros

Existem duas ligações funcionais no processo de ligação de polimerização por condensação resultante de uma combinação do grupo carboxílico com qualquer um dos outros grupos de monômeros. O primeiro é uma ligação éster no qual um monômero de ácido carboxílico faz ligações com um monômero glicol/álcool. As reações resultam na liberação de água e a formação de poliéster de PET (politereftalato de etileno). Garrafas de plástico em refrigerantes e fitas magnéticas são exemplos deste polímero. O segundo é chamado de ligações amida. Um monômero de ácido carboxílico se liga a um monômero de amina e resulta na libertação de água e a formação de poliamida. Este é o polímero usado em meias de nylon, cordas, pára-quedas e air bags.

Considerações

O processo de polimerização por condensação leva uma fração das principais funções de grupos de monômeros que classificam cerca de 90.000 deles. Eles distinguem-se dos outros monômeros por uma qualidade bi-funcional distinta que caracteriza os monômeros mais complexos. Na realidade, o número de monômeros na magnitude de 10 seguido de 23 zeros. Mas a ideia por trás do processo de polimerização por condensação aplica-se independentemente do número de monômeros.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível