Descrição da equipe cirúrgica na sala de operação

Escrito por a.k. jayne | Traduzido por guilherme maluf
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Descrição da equipe cirúrgica na sala de operação
Equipes altamente treinadas são responsáveis pelo cuidado com o paciente durante o processo cirúrgico (Ready for surgery image by DGGallery from Fotolia.com)

Em salas de operação de hospitais, a equipe cirúrgica cuida do paciente antes, durante e depois da cirurgia com especialistas treinados especificamente para suas atividades no processo. Essa equipe é responsável pela segurança do paciente e controle da sua dor em procedimentos de emergências e eletivos.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Equipes cirúrgicas são compostas de especialistas em operação, controle da dor e cuidado com o paciente. Costumam incluir um cirurgião, anestesiologista, enfermeiro anestesista e enfermeiro da sala de operação.

Função

Cada membro da equipe tem um papel específico na cirurgia. O cirurgião completou um treinamento adicional após a escola de medicina e é responsável pelo procedimento de operação. O anestesiologista administra a dor e segurança do paciente e costuma manter contato com ele durante toda as fases da cirurgia (pré-operatório, operação e pós-operatório).

O anestesiologista é assistido por um enfermeiro anestesista registrado com treinamento especializado e exame de certificação, ele é responsável por acompanhar as funções corporais do paciente durante o processo cirúrgico. Atuando como um assistente cirúrgico, o enfermeiro da sala de operação é parte importante da equipe e fornece apoio constante durante o precedimento.

Tipos

O número de membros na equipe varia de acordo com o tipo de procedimento a ser executado. Cirurgias menos invasivas, como laparoscopias, não exigem grandes incisões e utiliza equipes menores do quem em procedimentos mais complexos, como um transplante de órgão.

Fato

O Centro de Controle de Doenças (CDC, na sigla em inglês) aponta mais de 50 milhões de procedimentos cirúrgicos ambulatoriais nos EUA em 2006. Novos avanços cirúrgicos, como uso de câmeras e sondas durante a operação têm tornado os procedimentos predominantemente menos invasivos, mas exigem que a equipe cirúrgica tenha sólidas habilidades técnicas.

Considerações

Em hospitais-escola, equipes cirúrgicas tradicionais costumam ser maiores e podem incluir estudantes de enfermagem e médicos residentes na sala de operação como treinamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível