Como desenvolver conflito na ficção

Escrito por kimberly turtenwald | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como desenvolver conflito na ficção
O conflito faz o leitor ficar interessado em saber o que vai acontecer (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Todas as boas histórias de ficção contêm pelo menos um conflito para o personagem principal. Este conflito movimenta a história e a torna interessante para os leitores. Sem alguma forma de conflito, uma história é chata e seus leitores podem perder o interesse rapidamente. Portanto, é importante para todos os escritores de ficção saber como desenvolver adequadamente um conflito.

Tipos de conflito

Existem dois tipos de conflito que você pode implementar em sua história: interno e externo. O conflito interno é aquele que ocorre dentro de seu personagem. Isso é muitas vezes uma questão pessoal que seu personagem trata, como sentir-se indigno ou ter dificuldade de tomar uma decisão. Conflitos externos são aqueles que envolvem influências externas. Por exemplo, se o seu personagem se apaixona por alguém que não retribui a esses sentimentos, ele está envolvido em um conflito com o outro personagem.

Implementando conflitos

Se por um lado você só precisa usar um tipo, usar ambos pode adicionar mais profundidade aos seus conflitos. Se você optar por conflitos internos e externos que se complementam, seu personagem será melhor definido. Dê ao seu personagem um histórico que explique seu conflito interno. Este histórico indica as razões pelas quais o conflito externo acontece. Por exemplo, se seu personagem era uma criança tímida que era muito ridicularizada, ele terá problemas de autoestima. Em sua história, o personagem pode ter dificuldade em se adaptar a um novo emprego por causa dessas questões.

Construindo um conflito

Comece sua história abordando o histórico de seu personagem e configurando o conflito principal. Prossiga construindo sobre esta informação à medida que avança pela história. É importante jogar mais do que um obstáculo no caminho do seu personagem para que ele possa superá-los um de cada vez, em uma progressão geral para superar o conflito principal. Quando estiver em cerca de 2/3 da história, seu personagem deve chegar a um ponto de crise. Neste ponto, seu conflito parece intransponível. No entanto, o resto da sua história deverá conter a resolução do conflito para dar aos seus leitores uma sensação de conclusão.

Mantenha o realismo

A coisa mais importante para lembrar ao desenvolver conflito na ficção é mantê-lo crível. Seus leitores devem ser capazes de simpatizar com seus personagens. Mantenha as ações do seu personagem realistas, assim como suas emoções e reações ao que acontece ao seu redor. Dê o seu personagem falhas humanas e características que permitam que seus leitores se relacionem com seus personagens. Quando seus leitores sentem como se o conflito pudesse acontecer com eles, acabam se envolvendo com a história.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível