Saúde

Dieta para lúpus

Escrito por kathleen roberts Google | Traduzido por marina villar
Dieta para lúpus

Não é cientificamente provado, mas uma alimentação saudável pode conceder melhoras na saúde

Thinkstock/Comstock/Getty Images

A dieta para lúpus pode ajudar a reduzir os sintomas bem como controlar o peso ganho com os remédios corticoesteroides. Não há um plano de dieta específico para o lúpus, que é uma enfermidade inflamatória crônica onde o sistema imunológico ataca o próprio organismo e tecidos. No entanto, mesmo que não haja uma evidência científica para dar suporte a uma dieta especial, ingerir alimentos saudáveis e evitar alimentos com poucos benefícios nutricionais podem melhorar sua saúde você tendo lúpus ou não. As dietas designadas para reduzir inflamações são particularmente úteis.

Outras pessoas estão lendo

Alimentos úteis

De acordo com a Fundação Americana de Lúpus, certos alimentos provêm benefícios às pessoas que sofrem com lúpus. Por exemplo, um estudo conduzido pela Universidade Americana de Reumatologia mostrou que o omega-3 melhora significantemente os sintomas do lúpus enquanto também melhora o funcionamento dos vasos sanguíneos. Isso ajuda a manter o coração saudável nos pacientes, que têm mais probabilidade de sofrer com doenças cardiovasculares. Devido as pessoas com lúpus geralmente terem ossos mais fracos por causa do uso de corticoesteroides, inclua alimentos ricos em cálcio na dieta. Alguns desses alimentos são leite, queijo e iogurte. Alimentos que contenham vitamina D, como peixe, ovos e batatas doces ajudam na absorção do cálcio. Escolha alimentos orgânicos e produtos sem hormônio animal, como carnes e ovos. Muitas pessoas com lúpus são sensíveis à produtos químicos e eliminar ao máximo esses produtos, pode reduzir o número de crises. É especialmente importante comer uma variedade de alimentos naturais e frescos para assegurar que o corpo receba todas as vitaminas, minerais e outros nutrientes para funcionar apropriadamente. Alimentos específicos que oferecem benefícios incluem vegetais com folhas verdes, carnes magras como peru, frango e carneiro, que contêm ferro para prevenir a anemia. Peixes também devem fazer parte da dieta. Salmão, sardinha, arenque e cavala são excelentes fontes de ácidos graxos de ômega, além de ter também vitamina D. Os grãos integrais também são uma ótima adição à dieta.

Suplementos

Tipicamente, pessoas com doenças auto-imunes como o lúpus não absorvem os nutrientes apropriadamente. Os suplementos podem suprir esses nutrientes adicionais, no entanto, devem ser tomados apenas sob supervisão médica, pois é possível que alguns produtos interfiram com medicamentos prescritos para o lúpus.

Comidas para evitar

Alguns alimentos podem piorar os sintomas. A alfafa contém o aminoácido L-canavanina, que inicia o sintoma do lúpus de acordo com um estudo citado no Jornal de Medicina da Nova Inglaterra em fevereiro de 2008. Outros alimentos que podem fazer os sintomas piorarem incluem frituras, alimentos industrializados e produtos à base de soja, pois podem promover inflamação e levar a crises dolorosas. Produtos que contenham solanina podem contribuir para a dor e inflamação. Isso não é provado, mas muitos pacientes encontraram alívio ao evitar esses alimentos, que incluem batatas, tomates, pimentões e berinjela. A melhor maneira de determinar se você deve eliminar esses alimentos é parar de ingeri-los por duas semanas para ver se os sintomas melhoram. Gradualmente reintroduza os alimentos suspeitos para notar se os sintomas reaparecem.

Não deixe de ver

Comentários

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível

Direitos autorais © 1999-2014 Demand Media, Inc.

O uso deste site constitui plena aceitação dos Termos de Uso e Política de privacidade de eHow. Ad Choices pt-BR

Demand Media