Os poderes dos titãs na mitologia grega

Escrito por marilla mulwane | Traduzido por alexandre amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Os poderes dos titãs na mitologia grega
A esposa de Crono, Réia, gerou os primeiros olimpianos, que posteriormente iriam destruí-lo (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Os 12 titãs da mitologia grega eram os deuses e deusas que comandavam a terra que foram destruídos pelos olimpianos durante a guerra dos Titãs, também conhecida como Titanomaquia. Todos eles eram filhos de Gaia e Urano. Gaia era a deusa da Terra e Urano o deus dos céus e filho de Gaia. Eles se casaram e Gaia gerou os 12 titãs. Os seis filhos de Urano e Gaia se envolveram na guerra e na castração de seu pai. Cada um dos titãs controlava um aspecto do cosmos, e todos eles eram deuses poderosos.

Outras pessoas estão lendo

Oceano

Oceano, como o nome implica, era o oceano. Os gregos acreditavam que havia um rio sem fim que corria por toda a terra. Para eles, esse rio era Oceano. Ele era a fonte de toda a água fresca do mundo. não apenas tinha a habilidade de controlar a água, como também controlava o nascer e pôr-do-sol e da lua. Apesar de tamanhos poderes, Oceano não se envolveu na guerra dos titãs

Hiperião

Hiperião era o deus da luz. Ele possuía o poder do sol e era considerado o pilar do leste. Do céu, Hiperião conseguia ver toda a Terra. seu nome significava "água vinda de cima". Ele ajudou seus irmãos a castrarem seu pai, Urano. Ele ficou no leste, com três de seus irmãos em outras direções. Eles seguraram seu pai no lugar, para que Crono pudesse castrá-lo com uma foice feita por sua mãe.

Céos

Céos era o deus do conhecimento e tinha o poder da inteligencia. Ele era o pólo do norte na castração de seu pai. Céos teve pouco a ver com a guerra dos titãs. Sua maior realização foi ser o avô de Ártemis, deusa da caça e Apolo, deus da luz e da música.

Crono

Crono era o titã mais poderoso e devorador de tudo. Ele era o deus da colheita e carregava uma grande foice. A foice foi feita por sua mãe, e Crono era o único filho disposto a usá-la para castrar seu pai. Ele se tornou o governante dos titãs e usava sua foice para causar destruição no cosmo. Ele era chamado devorador de tudo por comer seus filhos para evitar que eles viessem a destruí-lo. Um de seus filhos sobreviveu porque Crono foi enganado e comeu uma rocha ao invés. Essa criança, Zeus, iria se tornar aquele que iria liderar os olimpianos na guerra dos titãs.

Crio

Crio era o deus das constelações e tinha o poder sobre as estrelas e o céu da noite. Ele estava no pólo sul durante a castração de Urano. Ele lutou na guerra dos titãs, mas não há menção de nenhum papel importante dele na guerra. Após a guerra, ele foi banido para o Tártaro junto com seus irmãos.

Iápeto

Como o deus da mortalidade, Iápeto tinha poder sobre o tempo de vida dos mortais. Seus filhos Prometeu e Epimeteu criaram o homem e os animais enquanto Iápeto controlava suas expectativas de vida. Ele também ajudou na castração de seu pai, sendo o pilar do oeste. Seu filho, Atlas iria assumir essa posição posteriormente.

Titanides

As seis filhas de Gaia e Urano não se envolveram nem na guerra nem na castração de Urano, mas todas elas tinham poderes. Mnemosine era a deusa da memória e a mãe das musas. Tétis era a deusa do mar e esposa (e irmã) de Oceano. Teia era a deusa da luz celeste e deu ao ouro, à prata e às pedras preciosas o seu valor. A deusa da fertilidade e da maternidade era Réia. Ela protegeu seu filho Zeus de ser comido por seu pai. Como a guardiã dos oráculos, Têmis era a deusa da lei e voz divina. Febe era a deusa da lua e controlava o oráculo de Delfos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível