Dieta saudável para pessoas acima dos 50 anos

Escrito por don amerman Google | Traduzido por márcia burke
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dieta saudável para pessoas acima dos 50 anos
Uma dieta saudável melhora a qualidade de vida (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Apesar de hoje em dia 50 anos ser considerado como 40 anos, ou até mesmo 30, em termos da evolução da visão da sociedade acerca de idade, continua sendo um ponto lógico para se re-examinar os hábitos alimentares, certificando-se de que você esteja recebendo todos os nutrientes que seu corpo necessita. O site helpguide.org aponta que uma dieta saudável pode aumentar a resistência à doenças, aguçar a acuidade mental, elevar os níveis de energia, estimular a função imunológica e ajudar a controlar problemas crônicos de saúde.

Outras pessoas estão lendo

Guia geral de uma dieta

O "National Institute on Aging" (Instituto Nacional de Envelhecimento) oferece algumas sugestões que podem ajudar as pessoas acima de 50 anos a manter uma dieta saudável. Pelo menos a metade de todos os alimentos à base de grãos que você consome devem vir de grãos inteiros, e é fundamental que você coma muitas frutas e verduras de diferentes variedades e cores. Limite drasticamente a ingestão de alimentos ricos em açúcar, gordura e óleo, tomando o cuidado para minimizar o consumo de gorduras saturadas e trans, especialmente o último.

Pelo fato do metabolismo diminuir com a idade, ajuste a sua ingestão total de alimentos na mesma proporção. O Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos EUA recomenda que as mulheres com mais de 50 limitem a ingestão calórica para 1600 por dia caso levem uma vida sedentária. As moderadamente ativas devem ingerir de 1.800. E 2.000 a 2.200 se forem muito ativas. Valores comparáveis ​​para os homens que têm mais de 50 são 2000, 2200 a 2400 e 2400 a 2800.

Grupos de comida

O "National Institute on Aging" (Instituto Nacional de Envelhecimento) recomenda que você tente consumir as seguintes quantidades de comida de cada um dos principais grupos de alimentos a cada dia: 1,5 a 2,5 xícaras de frutas frescas, duas a 3,5 xícaras de legumes, de 200 a 400 gramas de grãos, de 150 a 200 gramas de carne ou feijão e três copos de leite sem gordura ou com pouca gordura.

Para fins de substituição, o instituto oferece algumas sugestões sobre equivalentes. Por exemplo, dois copos de um folhas cruas equivale aproximadamente a uma xícara de legumes cozidos cortados, enquanto um quarto de xícara de frutas secas ou uma fruta média equivale aproximadamente o mesmo que uma meia xícara de frutas frescas cortadas. A sua dose diária de grãos pode vir em uma fatia de pão, rolinho, pequeno muffin, uma xícara de cereal frio em flocos, ou meia xícara de cereal cozido, macarrão ou arroz. Substitutos aceitáveis ​​para a carne, aves ou peixes podem ser uma colher de sopa de manteiga de amendoim, um ovo, um quarto de xícara de feijão cozido ou tofu, ou 10 gramas de sementes ou nozes.

Suplementos e hidratação

Um artigo na edição de março / abril de 2007 da revista AARP, Marion Nestle, uma professora de nutrição da Universidade de Nova York, sugere que pessoas com mais de 50 anos de idade devem complementar sua alimentação com um multivitamínico diário. De particular importância são o cálcio e vitaminas B12 e D. Nestle também diz que os adultos mais velhos precisam garantir que eles estão se hidratando adequadamente. Ela diz que a ingestão de líquidos pode ser monitorada pela sua urina. Se ela for de cor clara, você está adequadamente hidratado, mas se for amarelo brilhante e tiver mau cheiro, aumente a ingestão de líquidos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível