Dietoterapia para anemia falciforme

Escrito por marguerite lance | Traduzido por rodrigo da silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Dietoterapia para anemia falciforme
Uma dieta saudável e equilibrada é especialmente importante para as pessoas com anemia falciforme

A anemia falciforme é uma doença do sangue, permanente e hereditária, que afeta principalmente pessoas da África, Oriente Médio e de ascendência hispânica e mediterrânea. Quando um indivíduo tem a anemia falciforme, seus glóbulos vermelhos são em forma de luas crescentes, em vez de possuírem a forma habitual da célula, que é semelhante à de uma rosquinha sem furo. Atualmente, não existe cura generalizada para a anemia falciforme, e o tratamento geralmente gira em torno da prevenção dos sintomas e dos problemas decorrentes da doença. Uma dieta saudável é uma parte disso.

Outras pessoas estão lendo

A Pirâmide Alimentar

Embora seja importante para todo mundo ter uma dieta saudável e equilibrada, ela é especialmente importante para as pessoas com anemia falciforme. Uma boa dieta pode ajudar essas pessoas a manterem a saúde e a prevenirem os sintomas decorrentes da doença. O site "mypyramid.gov", mantido pelo United States Department of Agriculture (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), tem materiais detalhados para ajudar as pessoas a fazerem boas escolhas nutricionais.

Uma boa dieta tem como base carboidratos de grãos integrais, seguidos por frutas e legumes em abundância, fontes de proteína magra (como feijão, legumes, peixe e frango), produtos lácteos (tais como leite desnatado, queijo e iogurte) e quantidades limitadas de óleos saudáveis (tais como azeite).

A ingestão de calorias

Pessoas com anemia falciforme, especialmente crianças, podem precisar de mais calorias do que outras da sua idade para ajudar o organismo a combater a infecção e substituir as células sanguíneas danificadas.

Lanches durante o dia podem ajudar a satisfazer essas necessidades calóricas, e podem incluir frutas, manteiga de amendoim ou húmus com legumes ou bolachas integrais, nozes, pequenas quantidades de queijo e batidas ou bebidas prontas, tais como Ensure.

Um médico ou um nutricionista pode ajudar a determinar a necessidade calórica de um indivíduo.

A ingestão adequada de líquidos

É importante que todos consumam líquidos adequadamente, mas quando um indivíduo com anemia falciforme fica desidratado, a probabilidade de uma crise de dor aumenta. (A crise de dor é quando o corpo experimenta algum tipo de estresse, fazendo com que os glóbulos danificados se agreguem em determinadas regiões do corpo e que o indivíduo sinta dores nessa região.) Aqueles com a doença precisam beber pelo menos oito copos de água diariamente.

Antioxidantes

Devido à forma, inflexibilidade e qualidade pegajosa das células falciformes, veias bloqueadas são uma preocupação e podem resultar em infecções, crises de dores ou danos aos órgãos. Tal risco é diminuído quando aqueles com a doença consumem bastante antioxidantes. Se uma pessoa tem uma dieta equilibrada, consumir muitos antioxidantes não será difícil. Alimentos como cítricos, frutas, vegetais verde-escuros, pimentas, tomate, abacaxi, melão, manga, óleos vegetais, nozes, sementes, grãos integrais, feijões e legumes, batata-doce, aveia, arroz integral, produtos lácteos, melaço e frutos do mar são boas escolhas.

Ácido fólico

O ácido fólico auxilia o corpo na criação de mais glóbulos vermelhos (células falciformes têm menos viabilidade do que os glóbulos vermelhos normais), e podem ser encontrados em grãos, vegetais de folhas verdes e frutas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível