A diferença entre as pesquisas científicas pura e aplicada

Escrito por mark koltko-rivera | Traduzido por pamela oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A diferença entre as pesquisas científicas pura e aplicada
Tanto ciências puras quanto aplicadas pesquisam mais a fundo sobre a ciência, a sociedade e os negócios (science image by peter Hires Images from Fotolia.com)

A pesquisa científica possui duas amplas divisões: pura e aplicada. Como suas ferramentas são similares ou idênticas, pode ser difícil distingui-las. Tanto pesquisas científicas puras quanto aplicadas são necessárias para o benefício da sociedade.

Outras pessoas estão lendo

Ciência pura trata de questões básicas

A ciência pura, também conhecida como "ciência básica", tenta responder às questões básicas sobre a realidade, como a natureza dos aspectos do universo físico, os mecanismos da vida ou o funcionamento da mente. A ciência pura não se foca em resolver problemas ou criar produtos; ela tenta entender a estrutura de uma molécula, a maneira como uma célula funciona ou como grupos de pessoas se tornam mais coesivos ou divisivos.

Ciência aplicada resolve problemas específicos

A ciência aplicada tenta resolver um problema específico, um conjunto de problemas ou criar um produto. Desenvolver um painel solar melhor para gerar energia elétrica mais barata envolve física e química aplicadas. Criar um tratamento para prevenir ou curar uma doença é biologia aplicada. Criar uma forma melhor para diagnosticar doenças mentais é psicologia ou psiquiatria aplicada.

A ciência pura apoia a ciência aplicada

A ciência pura gera ferramentas melhores para a ciência aplicada usar na resolução de seus problemas. Por exemplo, químicos descobriram que átomos de carbono podem ser organizados em esferas ocas, tubos e formas de bola de futebol, hoje chamadas de "fulerenos"; as esferas também são chamadas de "buckbolas". Fulerenos são usados na química aplicada para criar estruturas de carbono que são importantes para a ciência dos materiais, nanotecnologia e eletrônicos e estão envolvidos na criação dos supercondutores.

A ciência aplicada sugere questionamentos para a ciência pura

Quando a ciência aplicada encontra um problema que as ferramentas atuais não podem resolver, isso sugere uma nova área para a ciência pura investigar. Por exemplo, quando foi descoberto que feixes luminosos de fontes de luz, como lâmpadas, ficavam tão difusos que era difícil que a luz atravessasse grandes distâncias, isso sugeriu questões à ciência pura sobre a natureza da luz e por que ela se espalha. A procura por respostas a essas questões resultou em um importante artigo de física pura por Albert Einstein.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível