Qual é a diferença entre pós termofixos e termoplásticos?

Escrito por david karanja | Traduzido por angela spada
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Qual é a diferença entre pós termofixos e termoplásticos?
As ligações entre os pós termoplásticos não se unem quimicamente ao esfriar (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Os pós termofixos e termoplásticos são um tipo de polímeros com diferentes composições químicas além de uma diversa série de usos. Os dois são quase sempre usados em processos de construção e fabricação. A principal diferença entre eles está em seu modo de reagir ao calor. Embora os dois polímeros possam ser moldados empregando o calor, um termofixo depois de moldado não pode ser reaquecido ou remoldado, mas um termoplástico sim.

Outras pessoas estão lendo

Fusão permanente

A fusão dos pós termoplásticos é permanente. Isto significa que, depois de aquecidos, sempre poderão ser reaquecidos e reciclados em diferentes formatos, conforme a vontade do usuário. Em contrapartida, os pós termofixos, depois de aquecidos e moldados em formatos específicos, não podem ser reaquecidos sem se crestar ou quebrar. A explicação química para esse comportamento é que as moléculas nos termoplásticos são fracamente atraídas entre si, enquanto nos termofixos elas são ligadas em cadeias.

Reação química

As forças de Van der Waals atraem e mantêm juntas as moléculas. Tendo em vista que os termoplásticos são descritos por forças fracas de Van der Waals, as cadeias moleculares que os compõem, permitem a expansão dessas cadeias e que sejam flexíveis. Por outro lado, depois depois de aquecidos, os pós termofixos reagem quimicamente e o novo composto formado caracteriza-se por fortes forças de Van der Waals. Em vez de formar longas cadeias, eles formam moléculas de natureza cristalina, o que dificulta a reciclagem ou refundição de um produto após a cura.

Flexibildiade

Os termoplásticos não me misturam quando se resfriam, devido a forças fracas de Van der Waals. Consequentemente, isto torna os termoplásticos mais flexíveis. São exemplos de termoplásticos os fluorocarbonos e os poliésteres. Os termofixos, por outro lado, reagem quimicamente, o que significa que não é possível reciclá-los. A reação química em geral é a principal razão para que os compostos feitos com pós termofixos são de natureza quebradiça.

Usos

As duas formas de pós (termofixo e termoplásticos) são usadas em muitas aplicações, como fabricação de garrafas e utensílios de cozinha. Como os termofixos não podem ser reaquecidos, geralmente são moldados em seus produtos finais durante o período de preparação. O reaquecimento de um produto feito com pó termofixo pode provocar quebra ou crestação do molde que está sendo reaquecido. Os termoplásticos, por sua vez, podem ser reaquecidos e resfriados em moldes e posteriormente reaquecidos e transformados em outros produtos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível