×
Loading ...

Qual a diferença entre simetria radial e bilateral?

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

Todos os membros do reino animal apresentam algum tipo de simetria corporal. Os tipos mais comuns são as simetrias radial e bilateral. A simetria radial existe em animais que podem ser cortados de maneira uniforme ao longo de vários planos. Os animais que só podem ser cortados de forma uniforme ao longo de apenas um plano possuem a simetria bilateral. Se um animal não pode ser cortado de maneira uniforme em nenhum plano, então ele é assimétrico.

As esponjas do mar são os únicos animais que não possuem simetria radial ou bilateral (Comstock/Comstock/Getty Images)

Simetria radial

A simetria radial existe quando um animal pode ser cortado pela metade em vários locais ao longo de diversos planos diferentes. Nesse tipo de simetria, o centro de massa é exatamente no meio do organismo. Todas as partes do organismo estão à mesma distância do centro e possuem tamanho e formato idênticos. Normalmente a simetria radial existe nos animais para que eles possam alcançar objetos em seu ambiente. Eles precisam dessa simetria para este fim, pois eles são, na maioria das vezes, imóveis.

Loading...

Simetria bilateral

Os animais com simetria bilateral só podem ser dissecados uniformemente ao longo de um plano. Se eles forem cortados pela metade em qualquer outra parte do seu corpo, as metades resultantes não seriam idênticas. Nos animais, a simetria bilateral ocorre geralmente longitudinalmente, o que significa que acompanha o dorso do animal. Esse é o tipo mais comum de simetria que ocorre nos animais, sendo presente especificamente nos animais móveis.

Animais com simetria radial

A simetria radial é exclusiva dos cnidários. Certos tipos de equinodermos, uma classificação que inclui desde estrelas do mar a pepinos do mar, exibem simetria radial também. Os ouriços do mar são o melhor exemplo de equinodermos com simetria radial. Eles podem ser dissecados uniformemente ao longo de vários planos. Os ouriços são considerados pentamerais, o que significa que podem ser dissecados em cinco planos diferentes. Todos os cnidários, incluindo as águas-vivas, corais e anêmonas, apresentam simetria radial.

A água-viva é um cnidário e possui simetria radial (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Animais com simetria bilateral

Tudo que não seja classificado como um cnidário ou equinodermo provavelmente apresentará simetria bilateral. Isso inclui os platelmintos, molusco, anelídeos, lombriga, artrópodes e o filo dos cordados. Os seres humanos apresentam simetria bilateral. Se um ser humano for cortado a partir do topo da cabeça até o meio do seu osso pélvico, as metades resultantes seriam espelhadas. Cada metade teria exatamente uma orelha, uma metade de um nariz e boca, um olho, um braço e uma perna. Outro exemplo de simetria bilateral existe em pequenos mamíferos tais como gambás. Se um corte for feito no dorso de um gambá, as metades resultantes também serão idênticas.

Mesmo animais tão pequenos quanto as formigas apresentam simetria bilateral (Hemera Technologies/PhotoObjects.net/Getty Images)

Assimetria

Um terceiro, e menos comum, tipo de simetria é a assimetria. Ela é exclusiva dos poríferos, mais conhecidos como esponjas. Os animais assimétricos não podem ser dissecados de forma uniforme. Quando são cortados ao meio, as duas metades resultantes não são idênticas.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...