Direitos de quem faz uma doação de sangue

Escrito por lucila runnacles
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Direitos de quem faz uma doação de sangue
É considerado doador fidelizado quem faz pelo menos 3 doações no período de até 3 anos (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Doar sangue é um gesto altruísta e de amor ao próximo. E você sabia que o voluntário que doa sangue também tem alguns direitos e benefícios? Além de ajudar a salvar vidas, quem doa sangue tem direito a um dia de folga ao ano, de acordo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), desde que leve o comprovante de doação. Por sua vez, profissionais que possuem atividades de risco, como pilotos de helicóptero ou de avião, motoristas de ônibus ou caminhões de grande porte e operadores de máquinas, após uma doação, devem ter 12 horas de descanso. Confira quais são os outros direitos dos doadores.

Outras pessoas estão lendo

Requisitos

Além de um dia de folga por ano, os doadores também têm o mesmo direito à prioridade de atendimento nas filas de banco que idosos, gestantes e deficientes, segundo a Lei n° 219/09. Outro benefício é o direito à meia entrada em estabelecimentos de diversão, culturais e atividades recreativas. Basta levar a carteirinha que o identifica como doador, que é fornecida pelos bancos de sangue ou hemocentros. Veja também como doar, quais são os requisitos e os cuidados necessários para se tornar um doador de sangue constante.

Direitos de quem faz uma doação de sangue
Doar sangue é um gesto de solidariedade (Keith Brofsky/Digital Vision/Getty Images)

Quando não se pode doar

Se o doador está com diarreia, gripe, resfriado ou febre, não deve doar sangue. É preciso estar bem de saúde, para só depois comparecer ao hemocentro ou hospital. Além disso, mulheres grávidas ou que estejam amamentando não podem doar nesse período. Elas devem esperar 3 meses depois da gravidez e da amamentação para só então voltar a doar sangue. Já quem recebeu transfusão não poderá doar pelo prazo de um ano, porque durante esse período estará no período de “janela imunológica”, quando algumas infecções podem não ser detectadas em exames. Porém, pessoas que têm HIV, tiveram hepatite depois dos 10 anos de idade, malária, doença de Chagas, algum tipo de câncer, tuberculose, hanseníase e elefantíase, entre outras doenças, nunca poderão doar sangue. Para saber a lista completa de quem pode ou não doar, basta acessar o Portal do Governo Brasileiro (http://www.brasil.gov.br/sobre/saude/doacao/sangue).>

Direitos de quem faz uma doação de sangue
Mulheres grávidas não podem doar porque precisam de estoque de ferro (Photodisc/Photodisc/Getty Images)

Idade para doação

Quem tem entre 18 anos e 67 anos e pesa mais de 50 quilos pode ser doador de sangue. Antes da doação é preciso estar bem de saúde, passar por uma entrevista médica e levar um documento de identificação oficial com foto. Pessoas com idade entre 16 anos e 17 anos também podem doar, mas precisam obter uma autorização do seu responsável legal. E aqueles cidadãos que têm menos de 16 anos e mais de 68 anos deverão passar por uma análise médica que justifique a necessidade dessa doação. Todo o processo (cadastro, triagem, teste de anemia e doação) leva cerca de 40 minutos e a cada doação são retirados 450 ml de sangue de cada voluntário.

Direitos de quem faz uma doação de sangue
É importante ser muito sincero na entrevista de triagem, feita antes da doação (Keith Brofsky/Photodisc/Getty Images)

Cuidados após a doação

Após a doação é recomendável não fazer nenhum esforço físico durante 12 horas, como andar de bicicleta, fazer ginástica, faxina ou carregar peso. Não há problema dirigir em trajetos curtos, mas os médicos aconselham aguardar pelo menos duas horas, se o doador tiver que dirigir trajetos longos. Também é aconselhável esperar duas horas para ter relações sexuais, e não fumar ou ingerir bebidas alcoólicas em seguida de uma doação. Segundo os médicos, o cigarro e o álcool provocam a vasodilatação, o que poderia levar à uma hipotensão (pressão baixa). Depois da doação, os voluntários devem beber muita água.

Direitos de quem faz uma doação de sangue
Os médicos recomendam não fazer exercícios físicos acentuados até 12 horas depois de uma doação de sangue (Creatas/Creatas/Getty Images)

Alimentação

Os homens podem doar sangue até 4 vezes ao ano, com um intervalo de 2 meses. As mulheres, no entanto, só podem fazer 3 doações por ano, respeitando um intervalo de 3 meses a cada doação. O intervalo das mulheres é maior porque elas perdem ferro durante o período menstrual. Esses períodos devem ser respeitados para que o corpo recupere o sangue doado e também o estoque de ferro do organismo. O doador não deve estar em jejum. Ao contrário, é importante que a pessoa tome um bom café da manhã ou faça uma refeição saudável e evite comer alimentos gordurosos 4 horas antes da doação. Além disso, os médicos recomendam uma boa noite de sono, antes de doar sangue.

Direitos de quem faz uma doação de sangue
É recomendável não ingerir comida com alto teor de gordura para evitar alterações momentâneas no sangue (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível