Doping de cafeína e teofilina em cavalos de corrida

Escrito por bryna fischer | Traduzido por andressa ferrari arevalo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Doping de cafeína e teofilina em cavalos de corrida
Cavalos de corrida são testados regularmente para analisar se há ou não o uso do doping (horse race image by pearlguy from Fotolia.com)

O doping em equinos - a administração de drogas à cavalos - pode ser traçado até os tempos antigos em Roma. No passado, os proprietários e treinadores drogavam os cavalos de competição para diminuição do desempenho. Nos dias atuais, a tendência é estimular o cavalo à vitória.

Outras pessoas estão lendo

Cafeína

A cafeína é um estimulante encontrado no café, no chá, e em outros produtos. Ela é considerada uma droga intensificadora de desempenho. A cafeína também é encontrada no chocolate que, algumas vezes, é oferecido aos cavalos como um agrado. Os treinadores precisam ser bem cuidadosos e não oferecer chocolate ao cavalo num período muito próximo da corrida.

Teofilina

A teofilina é um broncodilatador usado para tratar asma em humanos através da abertura das vias aéreas permitindo uma melhor respiração. Em cavalos, a teofilina tem um efeito similar ao da cafeína, além de também ser considerado uma droga intensificadora de desempenho. Ambas as drogas aumentam a glicose sanguínea e encobrem a fadiga.

Considerações

Tanto a cafeína quanto a teofilina são proibidas em todos os tipos de competição de corrida de cavalo. Também é proibido o uso de doping em cavalos participantes na Olimpíadas. Ambas cafeína e teofilina podem ser detectadas em exame de urina ou de sangue. Um cavalo que tiver resultado positivo para qualquer uma dessas substâncias é desqualificado e seu treinador pode ser multado, suspendido ou penalizado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível