Efeitos emocionais das crianças em um orfanato

Escrito por leala munson | Traduzido por mariana mello de souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

De acordo com a American Academy of Child and Adolescent Psychiatry (Academia Americana de Psiquiatria Infantil e Adolescente), mais de 500 mil crianças vivem em situações de cuidados adotivos. Este número aumenta todo o tempo. É extremamente gratificante ser um pai adotivo. Muitas dessas crianças vêm para você com histórias de abuso, negligência ou problemas emocionais e de comportamento. Estar em um orfanato já é um problema para as crianças, elas sentem uma variedade de sentimentos em relação aos orfanatos e com relação as suas casas de nascimento.

Outras pessoas estão lendo

Auto-culpa

As crianças em um orfanato se culpam por sua situação. Culpam-se por terem rompido com a família e terem sido removidas dela.

Indesejadas

Algumas crianças podem ficar na assistência social apenas por alguns dias, enquanto outras podem passar anos dentro e fora de um orfanato. Essas crianças desenvolvem sentimentos de não serem desejadas, especialmente se são transferidas para diferentes lares adotivos ao longo dos anos.

Questões afetivas

Ser levada de famílias abusivas e, em seguida, mudar-se para diferentes lares adotivos pode deixar as crianças com problemas de afetividade. Elas podem querer construir relacionamentos em seus lares adotivos, mas não têm certeza de quanto tempo elas vão estar lá.

Desamparo

As crianças em um orfanato não têm nada a dizer sobre onde irão ou quando. Então, elas tendem a se sentir impotentes por não poder corrigir a situação elas mesmas. O desamparo muitas vezes leva a outros sentimentos de isolamento, depressão e solidão.

Lealdade

Mesmo que uma criança possa ter sido abusada ou negligenciada, ela ainda pode sentir um senso de lealdade para com a sua família de nascimento. Isso pode criar problemas maiores se a família biológica não for capaz de recuperar a custódia. A criança não criará vínculo com sua família adotiva e pode isolar-se.

Futuro incerto

As crianças colocadas em famílias de acolhimento começam a questionar o seu futuro. Seu mundo acabou de mudar de forma significativa, e elas não sabem o que isso significa. Elas podem se tornar desesperançosas, ou suicidas, se suas famílias adotivas não resolverem esse problema.

Segurança

As crianças são ensinadas que a sua casa é um lugar seguro. Se elas foram abusadas ou maltratadas em sua casa, agora não têm essa segurança. Os filhos adotivos que se mudam frequentemente tendem a desenvolver hipervigilância. Isso significa que eles não se sentem seguros em qualquer lugar, mesmo que o lar adotivo seja um ambiente amoroso e seguro.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível