Efeitos do flúor na limpeza dos dentes

Escrito por sara tomm Google | Traduzido por mariana munhoz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos do flúor na limpeza dos dentes
O flúor é importante para a saúde dos dentes, mas o excesso pode ser prejudicial (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)

Os dentes são formados por quatro tecidos, ou componentes. A parte superior do dente, ou a coroa, é formada pelo esmalte duro. A dentina mais macia, localizada dentro da coroa e estendendo-se até a ponta das raízes, é coberta pelo próximo componente, o cemento. O quarto tecido, a polpa, fica dentro da dentina. O flúor usado na limpeza dos dentes afeta cada uma dessas áreas.

Outras pessoas estão lendo

Prevenção de cáries

O flúor reduz a capacidade das bactérias de produzir ácido, um subproduto da metabolização dos carboidratos. O ácido causa a desmineralização e a erosão do esmalte dos dentes e, se deixado sem tratamento, ele pode corroer a dentina e a polpa. As bactérias causadoras da cárie proliferam-se em placas, um filme grudento que adere ao dente. Além de bactérias, as placas contêm partículas de comida, minerais, proteínas e carboidratos.

Remineralização

O flúor usado na limpeza dos dentes, adicionado na água potável, nos enxaguantes bucais e em outros produtos é acumulado e retido nas placas dentais e na saliva. Esse flúor acumulado trabalha com a saliva para remineralizar os dentes, repondo o cálcio e o fosfato, dois dos minerais mais depredados pela desmineralização que ocorre no processo das cáries. A remineralização não só reduz a desmineralização, ela também fortalece os dentes e deixa-os mais resistentes à cárie. De acordo com o Center for Disease Control and Prevention (CDC), a remineralização também pode reverter o processo de cárie, se ele estiver nos estágios iniciais.

Dessensibilização

O flúor protege e dessensibiliza a dentina através do aumento das propriedades minerais naturais na área da raiz, deixando-a menos susceptível à cárie e à dor. Quando exposta às bactérias cariogênicas -- os organismos que causam a cárie -- essa área mais macia da estrutura do dente é imediatamente atingida. A exposição da dentina ocorre quando o tecido da gengiva recede como resultado de má higiene bucal ou de alguma doença.

A toxicidade do flúor e defeitos nos dentes

Por mais benéfico que seja o flúor, ele também pode causar danos em condições específicas. Uma overdose de flúor é tóxica. Sua intoxicação ocorre quando uma criança é exposta ao uso excessivo de suplementos com flúor e em crianças com menos de 6 anos que engolem uma quantidade muito grande de pasta de dente contendo a substância. A Colgate recomenda que a quantidade de pasta de dente usada por uma criança com menos de 6 anos seja limitada a uma gota do tamanho de uma ervilha.

A fluorose acontece com o uso excessivo de flúor durante a formação dentária, de acordo com a American Academy of Pediatric Dentistry. Essa condição irreversível causa deficiências na mineralização do esmalte, resultando em manchas ou listras brancas e, em casos mais severos, descolorações amarronzadas aparecendo nos dentes. A quantidade diária do consumo de flúor é maior do que a maioria das pessoas imaginam, já que ele não é só encontrado em algumas águas, na pasta de dente e no enxaguante. De acordo com a Fluoride Action Network, outros produtos que contêm flúor incluem refrigerantes, sucos de fruta, alimentos enlatados, fórmulas infantis diluídas em água fluoretada, peixes, cereais, chás, vinho e cervejas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível