Efeitos negativos da Coca-Cola

Escrito por jared paventi | Traduzido por luis fernando dias carvalho
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Efeitos negativos da Coca-Cola
Coca-Cola é a marca de refrigerante mais vendida no mundo. (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Desde quando foi fabricada por John Stith Pemberton, em 1886, a Coca-Cola vem crescendo como a marca de refrigerante mais vendida no mundo. De acordo com o veículo de publicação de comércio "Beverage Digest", a bebida deteve uma quota de 17% do mercado norte americano, vendendo cerca de 1,6 bilhões de unidades. Devido a todo esse sucesso, a bebida tem sido apontada por inúmeras ocorrências de seus efeitos negativos sobre a saúde.

Outras pessoas estão lendo

Contagem de esperma

A possibilidade de efeitos espermicidas da Coca-Cola foram inicialmente reportados em 1985, no Jornal de Medicina de New England. Dois anos depois, pesquisadores no Hospital Geral de Veteranos, na República da Chinca, encontraram que enquanto a bebida reduzia a mobilidade de esperma, não havia efeito marcado. Em março de 2010, Reuters relatou resultados de uma pesquisa dinamarquesa mostraram que homens que bebiam aproximadamente 1L ou mais de Coca-Cola por dia poderiam ter sua quantidade de esperma reduzida em aproximadamente 30%. Os pesquisadores acreditavam que nutrição no geral exerce papel em pessoas que não bebem Coca-Cola tendem a comer mais frutas e vegetais, consumir menos cafeína e ter estilo de vida geral mais saudável.

Efeitos negativos da Coca-Cola
A quantidade de esperma produzido por consumidores de Coca-Cola pode reduzir em até 30%. (Duncan Smith/Photodisc/Getty Images)

Ácido gástrico

Coca-Cola é uma das bebidas mais ácidas no mercado. Uma entrevista com Dr. James Mckay, ex-membro do Instituto de Pesquisa Médica Naval, encontrou que a bebida têm nível de pH próximo ao do vinagre - entre 2,0 e 3,4 -, de acordo com a Food and Drug Administration, dos EUA. Um estudo de 2006 publicou no Jornal de Imunofarmacologia mostrando que ratos alimentados com Coca-Cola exibiram uma secreção aumentada de enzimas estomacais usadas para balancear o pH.

Efeitos negativos da Coca-Cola
Excesso de acidez estomacal pode causar úlcera. (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Cafeína

Uma dose de 350mL de Coca-Cola contem 64mg de cafeína, de acordo com a página "Neurociência para Crianças", de um professor da Universidade de Washington, Dr. Erik Chudler. Ele escreveu que a cafeína surte efeito quando absorvida na corrente sanguínea pelo estômago ou pelo intestino delgado, o que pode ocorrer entre 15 e 60 minutos após o consumo. Enquanto muitas pessoas recorrem à cafeína para estar alerta, esta droga pode ser perigosa, pois constringe artérias e veias e dispara a frequência cardíaca.

Açúcar

Médicos e nutricionistas alertam sobre o consumo de grande quantidade de bebidas refrigerantes devido a seu alto nível de açúcar. Uma unidade de aproximadamente 350mL de Coca-Cola contém 39g de açúcar ou 13% dos valores diários recomendados pela FDA. Wade Meredith traçou o trajeto da Coca-Cola após ingerida. Nos primeiros 20 minutos, o corpo sintetiza o equivalente a 10 colheres de chá de açúcar, causando pico de açúcar e secreção de insulina intensa pelo pâncreas. Dentro de 60 minutos após ingerido a bebida, o açúcar e a insulina já passaram pelo sistema digestivo. Isto costuma levar a um "choque" ou declínio de energia, pois o açúcar foi rapidamente absorvido e queimado pelo corpo para obter energia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível