Como ensinar alunos surdos a ler

Escrito por stefanie reubell | Traduzido por rúben carlos esteves
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como ensinar alunos surdos a ler
Comece pelo princípio

Ensinar um aluno surdo a ler requer conhecimentos da língua de sinais e do uso de recursos pedagógicos visuais. Para ser um professor de leitura bem sucedido é preciso motivar o aluno a usar as modalidades especiais de aprendizagem destinadas aos alunos surdos. Desde aprender o alfabeto escrito a compor frases completas, os alunos surdos aprendem a ler melhor quando usam a língua de sinais e imagens. Cada país tem a sua própria língua de sinais. A língua de sinais americana (ASL) é usada nos Estados Unidos da América. No Brasil, usa-se a língua brasileira de sinais (LIBRAS). Por motivo de abreviação, este artigo foca a sua atenção para como se deve ensinar um aluno surdo a ler utilizando a ASL.

Nível de dificuldade:
Moderado

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Guia de tradução do inglês para a ASL

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Para ensinar um surdo a ler, você deve ser capaz de falar com ele. Inicialmente, você pode sentir-se dependente dos gestos gerais, apontando e comparando objetos (por exemplo, um limão, uma maçã e uma pera). O aluno precisa saber que você se preocupa e se empenha em falar com ele.

  2. 2

    Identifique as diferenças entre os alunos com e sem dificuldades auditivas. Os alunos que não são surdos aprendem a ler através de uma mistura de estímulos visuais e auditivos. Mas os alunos surdos aprendem a ler através de meios visuais: palavras com imagens, movimentos físicos e expressões faciais. Use esses meios para transmitir mensagens e ajudar um aluno com problemas auditivos a compreender os padrões do inglês escrito.

  3. 3

    Identifique as diferenças quanto à estrutura da língua entre o inglês escrito e a ASL. A pessoa surda tem o inglês escrito como a sua segunda língua. A estrutura dos verbos e advérbios é complexa e díficil de aprender - completamente diferente da estrutura mais resumida da ASL. As frases ditas através de sinais são feitas, essencialmente, de nomes em série e realçadas por expressões faciais vivas. Por exemplo, a frase em inglês "Você é tão simpático!", e não "Tu és tão simpático!" quando dito com um sorriso na ASL.

  4. 4

    Ensine as noções básicas. Escreva letras simples usando a linguagem das mãos e alfabetários ou livros com imagens para ajudar os alunos a identificar as letras escritas. Este é o aprendizado memorizado, mas é um passo muito importante.

  5. 5

    Foque a sua atenção nos nomes e adjetivos usando imagens e objetos. Ajude seus alunos a identificá-los usando a ASL, depois a linguagem das mãos e, por fim, a escrita. Encoraje as crianças a compor palavras curtas e simples através da junção de letras (gato, triste, mamãe).

  6. 6

    Organize um conjunto de imagens para mostrar uma frase simples. À medida que o aluno surdo progride, misture as imagens e deixe que ele as organize de uma forma coerente. Por exemplo, a frase "Cão para correu o parque" pode tornar-se em "O cão correu para o parque."

  7. 7

    Escreva. Peça aos alunos para criarem as suas próprias frases. Elas podem ser criativas formando-as sem auxílio ou orientadas pelo professor. Determinar que um estudante começa a aprender o inglês escrito é um passo importante do ensino da leitura a alunos surdos.

Dicas & Advertências

  • Escolha palavras interessantes para os seus alunos. Se você sabe que eles amam as palavras, super-heróis, cavalos, trens ou vacas, use os termos relacionados. Lembre-se de que escrever verbos e advérbios apropriados é particularmente difícil para pessoas que têm a ASL como sua primeira língua. Introduza devagar estes elementos da linguagem para evitar que eles se frustrem.
  • Ensine os seus alunos como devem escrever seus nomes logo que aprendam a escrever o alfabeto. Justamente se o nome for grande ou difícil, escrevê-lo dará ao seu aluno um sentimento de afeto pelo processo de aprender a ler.
  • Não foque a sua atenção em uma capacidade que não seja necessária, como por exemplo a linguagem labial. Os alunos surdos não têm de aprender a ler os lábios para saberem ler.
  • Os alunos devem ter uma primeira língua antes de poderem aprender a ler. Não tente ensinar a língua através da escrita.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível