Enzimas vegetais para digestão e vesícula biliar

Escrito por jacqueline lerche | Traduzido por fellipe jardim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Enzimas vegetais para digestão e vesícula biliar
A papaína contém enzimas que digerem gorduras, proteínas e carboidratos (papaya (paw paw) image by Shirley Hirst from Fotolia.com)

As enzimas digestivas quebram as partículas do alimento para que o corpo use como energia. O fígado e o pâncreas são responsáveis ​​pela produção de enzimas digestivas, de acordo com o consultor clínico Phyllis Balch "Prescription for Nutritional Healing". Pessoas com distúrbios de digestão e da vesícula biliar podem querer tomar enzimas digestivas suplementares para melhorar a absorção de nutrientes dos alimentos e aliviar a indigestão. As enzimas com base em plantas diferem de outras enzimas digestivas pelo fato de que não são derivadas de uma fonte animal.

Outras pessoas estão lendo

Papaína

O mamão contém uma enzima denominada papaína. De acordo com Balch, a papaína quebra as moléculas de gorduras, carboidratos e proteínas. Ela ajuda na saúde da vesícula e bexiga e na saúde digestiva. A vesícula biliar é responsável por armazenar a bile produzida pelo fígado. Pessoas que têm doenças da vesícula biliar ou que já não têm uma vesícula biliar podem não ter o suficiente armazenado para digerir gorduras com facilidade. A papaína ajuda a digerir gorduras e reduz o trabalho da vesícula biliar. Esta enzima está disponível na forma de comprimidos mastigáveis ​​tomados com cada refeição.

Bromelaína

De acordo com o University of Maryland Medical Center, a enzima bromelaína é encontrada no abacaxi e muitas vezes é usada para tratar indigestão na América do Sul e Central. A bromelaína é uma enzima proteolítica, ou seja, ela quebra as moléculas de proteína. Os benefícios que a bromelaína conferem para ajudar com a azia e problemas digestivos são intensificados quando ela é combinada com uma mistura digestiva. Uma vez que a mesma não digere gorduras, ela tem poucos benefícios para pessoas com doenças da vesícula biliar. No entanto, a bromelaína pode ajudar a reduzir a inflamação em todo o corpo quando é tomada com o estômago vazio. A bromelaína está disponível na forma de cápsula em lojas de produtos naturais​​.

Lipase

A lipase e outras enzimas isoladas eram frequentemente vendidas a partir de fontes de origem animal, mas agora são normalmente feitas de fontes vegetais, de acordo com o University of Maryland Medical Center. Completar a dieta com lipase é especialmente útil para aqueles que têm uma vesícula biliar limitada ou não funcional ou para aqueles com doença celíaca ou doença de Crohn. A lipase está disponível nas formas de cápsulas e comprimidos. As crianças não devem tomar suplementos com lipase ou as enzimas a seguir, a menos que sob orientação médica.

Amilase

A enzima digestiva amilase é normalmente liberada na boca e intestinos. Ela é responsável por quebrar os carboidratos. Suplementos com amilase à base de plantas permite que os alimentos sejam pré-digeridos no estômago para absorção mais fácil no trato intestinal. A amilase melhora a digestão de refeições que são ricas em carboidratos, tais como pães, massas, arroz ou açúcar. Ela é frequentemente encontrada em misturas de enzimas digestivas e deve ser tomada com as refeições para ajudar na digestão.

Protease

A protease quebra as proteínas e é essencial para a saúde digestiva contínua, de acordo com Balch. A proteína não é digerida no trato intestinal está associada à síndrome do intestino permeável, a qual permite que as partículas de alimentos escapem dos intestinos e entrem na corrente sanguínea. A protease está disponível na forma isolada e em misturas de enzimas digestivas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível