Ervas que clareiam a pele

Escrito por chelsea rose | Traduzido por ana carolina fernandes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Ervas que clareiam a pele
Flores de camomila

Muitas culturas consideram a pele clara bonita. Algumas indústrias surgiram na tentativa de atender a esse conceito. Embora cremes comerciais ajudem a clarear a pele, existem soluções naturais também. Remédios alternativos de ervas estão sendo clinicamente estudados e reconhecidos por sua capacidade de reduzir a descoloração, irritação e até mesmo melasma, uma doença que provoca manchas escuras na face. Essas plantas são muitas vezes mais segura e suaves sobre a pele e podem produzir resultados diferentes dos produtos comerciais.

Extrato de Tiririca

Essa erva, uma planta selvagem da Índia, foi, na verdade, desenvolvida por uma empresa alemã, Symrise. Era originalmente um anti-irritante para produtos que reduzem a vermelhidão facial. No entanto, seu efeito secundário é de reduzir a melanina da pele. Essa redução, que pode ser até 40%, resulta numa iluminação natural e segura. Logo, o extrato é diferente da maioria dos clareadores, que podem irritar e inflamar a pele.

Camomila

A camomila está presente em várias novas linhas de cremes faciais e máscaras antienvelhecimento. É uma das ervas mais conhecidas para usos cosméticos e pode ser tomada internamente, bem como externamente, com efeitos visíveis. Ela contém apigenina, uma substância anti-inflamatória, e é conhecida por clarear a pele, hidratar cabelos claros e aliviar a eczema, queimaduras de sol e vento e outras irritações da pele. Ela pode ser misturada com água, mel e água de rosas para criar um clareador de pele natural.

Alcaçuz

O extrato de alcaçuz é um dos agentes de branqueamento conhecidos mais suaves e é altamente eficaz contra a hiperpigmentação e melasma. Ele contém liquiritin, que foi clinicamente comprovado na melhora dessas duas condições. Outra substância encontrada no alcaçuz, o glabridin, é um clareador potente que também funciona para suprimir a produção de melanina na pele.

Sândalo

O sândalo por si só é um antisséptico natural, excelente para o tratamento da acne, eczema, psoríase e erupções cutâneas. Ele também pode equilibrar o pH da pele e umidade e é encontrado em muitas receitas de clareamento de pele. O sândalo australiano é conhecido por ajudar a nivelar os tons de pele, especialmente a descoloração causada pela acne. Ele é melhor usado como um pó misturado com outros ingredientes, como o mel ou suco de pepino. O uso de suco de limão, suco de tomate e suco de pepino misturados com pó de sândalo fornecem uma máscara que rapidamente clareia a maioria dos tipos de pele. Esteja ciente de que sândalo pode irritar a pele de pessoas sensíveis e provocar reações alérgicas.

Camélia

A camélia é uma erva pouco conhecida do Japão e seu óleo essencial é excelente para manter um rosto fresco e saudável. Ela reduz visivelmente as cicatrizes da acne, fecha os poros e oferece várias vitaminas essenciais necessárias para a pele ficar macia e resistir à acne. Não é uma erva de curto prazo, com efeito imediato, mas seu uso prolongado no rosto pode produzir uma pele mais pálida que mantém um brilho saudável, evitando futuros problemas faciais.

Uva-de-urso

A uva-de-urso contém arbutin, um clareador de pele ativo (hipopigmentador) que funciona assim como sua versão sintética (e possivelmente causadora de câncer), o tóxico hidroquinona. Seu extrato está presente em muitos cosméticos asiáticos em que a hidroquinona é proibida. Ele apresenta uma leve qualidade antisséptica, fazendo com que a aplicação tópica seja útil contra alguns tipos de acne. Normalmente, a uva-de-urso é combinada com uma outra erva para criar um efeito mais sutil na pele.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível