Estilos de letras gregas e romanas

Escrito por geoffrey st. marie | Traduzido por sheila bratti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Estilos de letras gregas e romanas
Ainda hoje, acadêmicos usam letras gregas para fazer cálculos e identificar conceitos (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

O alfabeto grego e o latino têm algumas semelhanças, mas também grandes diferenças. No início, os romanos adotaram uma versão adaptada do alfabeto grego, chamado sumério, na tentativa de representar foneticamente os sons presentes na língua latina. Após o apogeu dessas duas civilizações clássicas, os estilos de escrita e os sistemas alfabéticos das duas línguas deram origem às formas escritas da maioria dos idiomas ocidentais.

Outras pessoas estão lendo

Caracteres

A representação das letras em grego e em latim é diferente. As letras romanas geralmente têm um som que procura imitar como elas soam quando são ditas dentro das palavras. Entretanto, as letras gregas são pronunciadas como se fossem palavras inteiras, como alfa, gama ou delta. Muitos formatos de letras têm semelhanças entre os dois sistemas. A, B, M e T são muito parecidos nas duas línguas. No entanto, a forma romana para o pi grego é um P, enquanto o P grego vira o R romano. Há várias letras gregas que não têm correspondente em latim, e se parecem com símbolos não alfabéticos ao olho acostumado com o alfabeto romano. Os exemplos incluem: Φ (phi), Λ (lambda), Ω (ômega) e Ψ (psi).

Evolução do latim escrito

Antes de ser modificado pelos cristãos eruditos, o sistema de escrita romana era usado nos primeiros textos clássicos com todas as letras maiúsculas. Assim, não havia indicações de letras minúsculas ou mesmo pausas entre as palavras. Isso durou até por volta de 780 d.C., quando Alcuíno de Iorque criou as Minúsculas Carolinas. Esse novo sistema revolucionou o alfabeto romano ao diferenciar letras maiúsculas e minúsculas, trazer mais clareza à escrita e tornar os textos mais legíveis.

Estilos de letras gregas e romanas
Letras maiúsculas e minúsculas foram introduzidas no latim durante o reinado de Carlos Magno (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Grego, ciências e matemática

As letras gregas se tornaram altamente utilizadas para fins científicos e matemáticos. Já que nem todas as ideias, conceitos e fórmulas podiam ser representadas pelo sistema alfanumérico romano, havia se tornado necessário o uso de outros símbolos. Há muito tempo, o latim reincorporou as letras gregas para serem usadas como símbolos. Provavelmente a mais famosas e conhecida é o pi (π), a letra grega para o P romano, cuja forma minúscula é usada para simbolizar o valor 3,14 em geometria.

Disseminação

Cada um desses alfabetos já se espalhou pelo mundo ocidental. O sistema romano é usado não só para línguas de origem latina (francês, italiano, português, romeno e espanhol), mas também em inglês, alemão, turco, croata e muitas outras. Línguas de origem eslava usam alfabetos e letras inspiradas nas gregas, como várias formas de alfabeto cirílico. Sistemas próximos vão desde o russo até o sérvio ou búlgaro. Desde a primeira década do século XXI, a Sérvia reconhece tanto o alfabeto cirílico quanto o romano para representar sua língua oficial.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível