Fatos sobre o envelhecimento de fósseis de estrelas do mar

Escrito por mark fitzpatrick | Traduzido por mariana pelicano
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Fatos sobre o envelhecimento de fósseis de estrelas do mar
Estrelas do mar vivem na Terra há milhões de anos (Photos.com/AbleStock.com/Getty Images)

Os fósseis dão aos cientistas uma ideia de como o mundo era para animais e plantas que viveram há milhares ou milhões de anos atrás. Os restos de antigas estrelas do mar ajudam os cientistas a aprender sobre algumas condições climáticas e geográficas milhões de anos antes da humanidade. Mesmo se o fóssil envelhecido não for nada além de uma silhueta em uma rocha, os cientistas podem descobrir fatos cruciais a partir desses restos.

Outras pessoas estão lendo

Idade por meio da rocha

O tipo de rocha associado com um fóssil de estrela do mar dá aos cientistas a chance de calcular quando ela viveu. Por exemplo, fósseis de estrelas do mar em algumas rochas na Província Victória na Austrália mostraram aos cientistas que estrelas do mar existiram há cerca de 430 milhões de anos, no Período Siluriano. No Condado de Travis, no Texas, fósseis de estrelas do mar são de 85 milhões de anos de idade e do Período Cretáceo.

Idade pelo datamento de carbono

Além de associar as rochas, cientistas podem usar o Carbono-14 para determinar a idade de uma estrela do mar pelo decaimento do isótopo Carbono-14. Todos os organismos absorvem carbono durante suas vidas. Quando eles morrem, o uso do Carbono-14 termina. Cientistas podem usar ondas radioativas para medir a taxa de decaimento do Carbono-14, podendo determinar quando e em qual era o organismo morreu. Como resultado, cientistas determinaram que a estrela do mar mais antiga veio a existir na Era Cambriana, que começou 533 milhões de anos atrás.

Variação evolutiva

Fósseis de estrelas do mar ajudam os cientistas a mapear a variação evolutiva desse animal. Devido ao fato de estrelas do mar existirem ainda hoje, cientistas podem criar uma mapa de como elas evoluíram, quais espécies estão extintas e se houve variações genéticas, ou mudanças leves adaptativas, nas estrelas do mar durante os milhões de anos de sua existência. Curiosamente, as estrelas do mar não mudaram muito desde que começaram a existir na Terra há milhões de anos.

Critério ambiental

Com a idade do fóssil calculada, muitos cientistas estudam a natureza do ambiente daquela época. Esse é um benefício geral de todos os fósseis, pois os cientistas podem descobrir, a partir dos restos, como eram as condições oceânicas e climáticas há milhões de anos atrás. Por exemplo, a existência de fósseis de estrelas do mar no Texas mostra que, há 85 milhões de anos, as águas do oceano do Golfo do México penetravam no continente Americano e então foram retrocedendo com o tempo.

Eventos de extinção

Alguns fósseis de estrelas do mar coincidem com eventos de grandes extinções vistos ao redor do mundo. Por exemplo, se muitos fósseis de estrelas do mar são datados da mesma época ou era, cientistas podem teorizar que um evento massivo ou cataclísmico destruiu a população local. Isso pode ser comparado a eventos ao redor do mundo para teorizar a ocorrência de eventos de extinção planetária.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível