Mais
×

Como funciona uma câmara frigorífica?

Atualizado em 23 março, 2017
Câmaras frigoríficas são frequentemente encontradas em estabelecimentos comerciais, como supermercados (Digital Vision./Photodisc/Getty Images)

Básicos de câmaras frigoríficas

Embora a maior parte das pessoas relacione toda a refrigeração à maneira que a sua geladeira de casa funciona, uma câmara frigorífica opera de maneira bem diferente. Ao invés de usar ao frio gerado por um freezer conectado, a câmara gera ar frio de forma ativa na medida necessária para manter a temperatura estabelecida no termostato. O ar frio é criado com ventiladores e um condensador, de maneira parecida à de um ar-condicionado, com o condensador armando e desarmando para manter a temperatura.

O termostato e o condensador

O termostato da câmara frigorífica determina a temperatura do ar no seu interior; quando a temperatura se eleva acima do nível do termostato, o condensador é ligado e se inicia um novo ciclo de resfriamento. Os ventiladores da unidade puxam o ar para dentro da unidade e sobre as bobinas do condensador. O líquido de arrefecimento dentro das bobinas puxa o calor do ar que passa por cima. O ar refrigerado então continua a se mover para fora da parte traseira da unidade, mais frio do que quando entrou. Enquanto os ventiladores continuam a soprar ar sobre o condensador, a temperatura do ar dentro da cabine vai diminuir até que esteja mais uma vez abaixo do nível definido pelo termostato. O líquido de arrefecimento dentro das serpentinas do condensador vai ser bombeado continuamente durante o ciclo de arrefecimento; isso garante que o líquido não aqueça muito antes de precisar esfriar novamente.

Existe um segundo ciclo, a fim de impedir que o condensador congele e fique coberto de gelo. Se o termostato ficar muito baixo (geralmente 0 graus), os ventiladores vão funcionar sem o resfriamento. Isso gradualmente aquece as bobinas do condensador. Esse ciclo de degelo irá continuar até que a temperatura volte a um nível aceitável.

Isolamento suficiente

Um componente chave de uma câmara frigorífica é o isolamento. Uma câmara padrão terá de 5 a 10 cm de isopor em suas paredes e uma borracha em volta da porta, para garantir que seja à prova de ar e bem isolada termicamente do exterior. Esse isolamento e selo impedem que as temperaturas do exterior afetem o ar dentro da câmara, garantindo que o condensador precise resfriar apenas o ar dentro da unidade.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article