Golden retriever e frequência cardíaca elevada

Escrito por krista sheehan | Traduzido por julio vizo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Golden retriever e frequência cardíaca elevada
Uma frequência cardíaca elevada pode causar uma série de problemas (golden retriever relax image by Nenad Djedovic from Fotolia.com)

Ao contrário dos seres humanos, a frequência cardíaca normal em repouso de um cão varia de acordo com seu tamanho e raça, de acordo com o site Dog-First-Aid-101.com. É importante saber a frequência cardíaca em repouso adequada para a raça do seu cão. As raças maiores, como golden retrievers, tendem a ter uma frequência cardíaca em repouso inferior à de cães menores. Em alguns casos, porém, um golden retriever pode ter um ritmo cardíaco elevado. Este problema pode causar uma variedade de condições médicas significativas e deve ser imediatamente tratado.

Outras pessoas estão lendo

Identificação

Para um golden retriever, a frequência cardíaca em repouso deve estar entre 70 e 120 batimentos por minuto. Para determinar se o seu cão tem um ritmo cardíaco elevado, posicione suas mãos sobre as costelas do animal e mova-as lentamente até que possa sentir os batimentos. Conte o número de batidas a cada 30 segundos e multiplique esse número por 2, essa será a freqüência cardíaca em repouso do cão. O batimento cardíaco também pode ser sentido em ambos os lados do pescoço e nas pernas da frente.

Causas

Em alguns casos, um ritmo cardíaco elevado pode ser um problema isolado causado por um único evento. Por exemplo, o site PetEducation.com explica que certos alimentos e substâncias podem causar uma elevação do ritmo cardíaco em cães, entre elas o lúpulo (encontrado em cerveja), a maconha e o tabaco. Do mesmo modo, exercícios, ansiedade e dor elevam temporariamente a frequência cardíaca.

A causa mais comum do aumento da frequência cardíaca em cães é a taquicardia supraventricular. Esta condição pode ser causada por uma doença cardíaca, desequilíbrio eletrolítico, doenças sistêmicas ou uma dose excessiva de medicamento.

Efeitos

A alta frequência cardíaca persistente pode levar à insuficiência progressiva do músculo cardíaco, o que resulta na incapacidade do coração de bombear uma quantidade suficiente de sangue. Como o músculo cardíaco fica fraco, a força de contração também fica. A falha do músculo vai levar à insuficiência cardíaca congestiva geral. Se não for tratado, o coração continua a falhar, até que não seja mais capaz de bombear o sangue para o corpo.

Diagnóstico

Existindo a suspeita de frequência cardíaca elevada, um veterinário deverá examinar o golden retriever o quanto antes. Um eletrocardiograma (ECG) provavelmente será feito para se observar as correntes elétricas do músculo cardíaco. O ECG deve também ser capaz de determinar se qualquer doença cardíaca subjacente esteja presente. Em muitos casos, o veterinário irá também realizará exames laboratoriais, incluindo um exame de urina, de eletrólitos, um perfil bioquímico e um hemograma completo. Estes testes irão determinar se há a presença de doenças sistêmicas, câncer ou desequilíbrios de eletrólitos.

Tratamento

Seu veterinário provavelmente irá prescrever uma variedade de medicamentos para diminuir a frequência cardíaca do cão a um ritmo normal. Outros medicamentos serão prescritos para deter a progressão da insuficiência cardíaca congestiva, se necessário. De acordo com o site Dog-Health-Guide.org, estes medicamentos incluem inibidores da ECA-I, vasodilatadores e diuréticos. O tratamento cirúrgico também pode ser necessário, dependendo da condição específica do animal.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível