Guia de gravidez do Yorkshire

Escrito por angela brady | Traduzido por lucas schiavo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Guia de gravidez do Yorkshire
Yorkshire são cachorros populares, mas cruzá-los requer muita preparação e diligência (yorkie pup image by Maria Bell from Fotolia.com)

Qualquer Yorkshire que irá dar cria deve ter os padrões da raça e ser completamente livre de defeitos congênitos, como luxação patelar, hipotiroidismo e cardiomiopatia. Isso evitará que os genes ruins sejam passados para frente, o que produziria filhotes doentes. Devem ser feitos testes para ver se a cadela tem infecções bacterianas ou brucelose, pois estas podem ser passadas para o filhote durante a gravidez. O macho também deve ser sadio, e o dono dele ter uma confirmação do veterinário. O tamanho do cachorro também é importante, pois qualquer cachorro pesando menos de 2 kg não é considerado apropriado para procriar e poderá morrer durante o processo. Qualquer reprodutor de reputação sabe que não existem "Mini Yorkshire" - um cachorro adulto deve pesar de 2 a 6 kg, menos do que isso é considerado defeito.

Outras pessoas estão lendo

Cruzamento

Quando o macho e a fêmea forem escolhidos e ambos se mostrarem bons candidatos a cruzar, o tempo se torna um fator. Cadelas entram no cio uma ou duas vezes no ano. O primeiro estágio, proestro, é caracterizado pelo inchamento da vulva, diminuição do apetite e sangramento menstrual. Eles podem durar de 4 a 20 dias. O próximo estágio, estro, é caracterizado pelo aliviando nas secreções da vulva e a vontade da cadela de cruzar. Dura até 13 dias e é o momento correto de deixar o macho e a fêmea cruzarem. O terceiro estágio é chamado diestro, quando a menstruação para completamente. Se o cruzamento for bem sucedido, a gravidez irá começar.

O começo da gravidez

Se a gravidez ocorreu, a vulva irá retornar ao seu tamanho original, mas continuará, de certa forma, inchada. A gravidez dura por volta de nove semanas, e durante esse tempo não deve haver corrimento na vulva. Se ocorrer, vá ao veterinário, pois pode ser um sinal de aborto, piometria ou endometriose -- todas essas condições colocam em risco a vida da cadela. A Yorkshire grávida precisa de uma dieta de alta qualidade, juntamente com um programa vigoroso de exercícios para deixá-la em forma para o parto. Como o Yorkshire é um cachorro pequeno, o parto pode ser muito violento para seu corpo.

Final da gravidez

Lá pela quinta semana, a cadela começara a parece inchada e seus mamilos começarão a escurecer. Nesse momento, você deve alimentá-la 25% mais, pois os filhotes começam a exaurir suas energias e armazenamento nutritivos. Peça ao veterinário suplemento vitamínicos. Durante a semana seis, aumente sua dieta em mais 25%, e divida sua comida em duas refeições diárias. Na semana sete, embora ele esteja dormindo mais, você deve aumentar em mais 25% sua dieta, para continuar com o crescimento dos filhotes, o qual é rápido nesse estágio. A semana oito é o momento de começar a se preparar para o parto. Prepare uma área para o nascimento dos filhotes, e gradualmente apresente a fêmea a esse local e faça com que ela se sinta confortável. Esse lugar deve ser privado, quente (29º C), macio e deve conter uma caixa de parto para os filhotes. Ela é útil pois fornece um recanto para a mãe e mantém os filhotes contidos. A oitava semana também é o momento de aumentar mais 25% da dieta, dividindo a comida em três refeições diárias. Exercícios devem ser menos intensos mas mais frequentes. Deve-se medir a temperatura retal duas vezes por dia, sendo a normal entre 37 e 38 ºC. Uma temperatura alta pode indicar infecção -- nesse caso, consulte o veterinário imediatamente; uma temperatura baixa, por volta de 36 ºC, significa parto eminente nas próximas 24 horas.

Parto e nascimento

A cadela, geralmente, irá recusar qualquer água e comida no início do parto. Esse é um momento crucial. A cachorra não deve ficar sozinha por mais de alguns minutos até que o último filhote nasça e esteja respirando. Frequentemente, a cadela precisa de ajuda no parto e a negligência do dono pode causar a morte dos filhotes e da mãe. Enquanto o momento se aproxima, a cadela ficará inquieta e agitada, circulando frequentemente. Logo ela começará a ter contrações a cada 8 ou 10 minutos. Quando as contrações se tornarem visíveis, coloque a cadela na caixa de parto. Quando as contrações vierem a cada minuto, com a cadela levantando sua calda a cada uma, o primeiro filhote está vindo. Haverá um jato de fluido lubrificante e uma porção do filhote se tornará visível na abertura vaginal. A maioria dos primeiros filhotes saem primeiro com as pernas, ao invés da cabeça, fazendo com que seja muito difícil o parto. Se o filhote estiver saindo com o rabo primeiro, ajudará se você segurar gentilmente o filhote, até que nasça, para que ele não volte para dentro. O parto dos outros cachorrinhos geralmente serão mais fáceis, entretanto, pode haver um intervalo de até uma hora entre cada um.

Imediatamente após o nascimento

Enquanto forem nascendo os filhos, certifique-se que a mãe mastigue os cordões umbilicais e limpe as passagens respiratórias lambendo o rosto do filhote. Se ela não o fizer, você o fará, com a ajuda de uma toalha úmida e morna. A cadela deverá amamentar cada filhote enquanto ela faz o parto dos restantes. Certifique-se de que todos tenham acesso aos mamilos e gentilmente posicione algum que pareça perdido. Depois do nascimento, leve a cadela ao veterinário para ter certeza de que todos os filhotes nasceram. A nova mãe deve cuidar de seus filhotes imediatamente, mas você ficará de olhos para ajudá-la. Não deixe a mãe e os filhotes sozinhos nos primeiros 10 dias.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível