O hábitat natural da girafa

Escrito por falinia adkins | Traduzido por rodrigo castilhos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O hábitat natural da girafa
O hábitat natural da girafa precisa ser muito espaçoso, com várias árvores e uma fonte de água (giraffe image by Fotocie from Fotolia.com)

As girafas são nativas de várias partes da África, pois elas preferem hábitats com muito espaço aberto ao invés de florestas fechadas. Muitas espécies de girafas habitam atualmente a África subsaariana e as regiões oriental e setentrional da África. Porém, a girafa já é extinta em algumas partes da África, tal como na Nigéria. Embora a girafa seja caçada por sua carne e seucouro, a maior ameaça a sua sobrevivência é a destruição de seu hábitat causada pela atividade humana.

Outras pessoas estão lendo

Tipos de ambientes

As girafas vivem em hábitats abertos, como savanas, pradarias e floretas ralas por causa de sua altura e dieta natural. As savanas são pradarias tropicais ou subtropicais, áreas abertas que oferecem uma variedade de gramíneas e arbustos de fácil acesso; e bosques, que são áreas mais arborizadas e fornecem alimento quando a grama é escassa. Pelo fato do couro da girafa se parecer com as folhas de uma árvore, ela pode se mover de maneira camuflada, livre de predadores pelos campos e fileiras de árvores. Apesar de sua predileção pelas exuberantes copas de árvores, as girafas não costumam habitar ambientes dominados por florestas tropicais úmidas.

O que comem

As girafas preferem as folhas macias de copas de acácia. No entanto, também comem sempre-vivas, plantas espinhosas e arbustos quando não há folhas frescas disponíveis e durante estações secas. Quando há abundância em alimento, uma girafa pode consumir mais de 60 quilos de vegetação por dia. Além disso, o Zoológico de San Diego relatou que as girafas selvagens não competem com o gado por comida, seja ovinos ou bovinos, e raramente são vistas como ameaça às plantações dos agricultores.

Para onde viajam

As girafas desfrutam de espaços abertos onde possam andar sem obstáculos, mas, às vezes, os machos se aventuram em áreas mais fechadas, pois preferem se alimentar mais das copas das árvores do que do solo. As fêmeas, normalmente, não deixam o conforto e a segurança dos campos abertos para entrar em áreas arborizadas, que as impedem de ver os animais predadores. Isso ocorre devido à sua preferência pelas gramíneas às copas das árvores e a proteção de seu filhote.

Fontes de água

As girafas precisam de grandes quantidades de água de fontes naturais, como rios e lagos. Curiosamente, "girafa" significa "camelo-leopardo corredor", pois são capazes de forragear nas áreas mais áridas enquanto houver água disponível. O Zoológico de San Diego reportou que, embora as folhas de acácia contenham água, uma girafa pode beber mais de 35 litros de água por dia.

Parques naturais

Tempos atrás, as manadas de mais de 100 girafas eram comuns na natureza. Agora, esse número só pode ser visto em parques naturais no norte da África. Os parques naturais proporcionam um ambiente tão natural quanto qualquer outra parte da África e protegem as girafas dos caçadores. Pelo fato dos rebanhos de girafa estarem constantemente em movimento e elas não serem consideradas em perigo de extinção, não há um número definitivo de quantas vivem nos parques naturais e nos hábitats selvagens. No entanto, o Zoológico San Diego relatou o número de girafas-núbias, que é a única subespécie em risco, com apenas 445 animais em estado selvagem.

Comportamento em manada

Não existem regras definidas para impedir que as girafas se separem do bando ou se reúnam a bandos diferentes, como os outros animais que vivem em manada. As fêmeas geralmente viajam em dúzias ou com seus filhotes e alguns machos jovens. Quando os machos jovens chegam à maturidade, eles se unem-se aos bandos de machos solteiros; machos mais velhos vivem solitários somente quando estão à procura de uma fêmea no cio na época do acasalamento. Em cativeiro, os machos começam a se interessar por acasalamento aos 3 ou 4 anos de idade, enquanto na natureza começam entre 6 e 7 anos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível