As ideias principais do Tao Te Ching

Escrito por frank b. chavez iii | Traduzido por pedro santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
As ideias principais do Tao Te Ching
O filósofo Lao Tzu pode ter sido um personagem lendário (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

O "Tao Te Ching", ou "Daodejing", é considerado um texto clássico da filosofia chinesa e da religião do Tao, ou Taoísmo. Muitos historiadores acham que foi escrito por volta do século IV aC. No entanto, é, geralmente, atribuído ao sábio Lao Tzu, que acredita-se ter vivido no século VI aC.

Outras pessoas estão lendo

Texto e autor

O "Tao Te Ching" é composto por 81 capítulos que descrevem um conceito chamado de Tao. Os historiadores não estão certos de que o seu autor, Lao Tzu, tenha existido. "Lao Tzu" é um título que significa "velho mestre" em vez de um nome histórico. O historiador Ssu-ma Ch'ien, que viveu no século II aC, disse que Lao Tzu viveu na Dinastia Chou e foi contemporâneo do filósofo Confúcio. Segundo conta Ch'ien, Lao Tzu impressionou Confúcio com seus "insights". Lao Tzu escreveu o "Tao Te Ching" quando a dinastia Chou começou a cair. O tradutor R.B. Blakney acredita que Lao Tzu era um pseudônimo para os místicos anônimos.

O Tao

O Tao é a fonte de tudo o que existe, uma presença divina é a força motriz do cosmos, de acordo com o "Tao Te Ching". No entanto, é também um mistério inominável, além da linguagem humana e da compreensão racional. Como o "Tao Te Ching" coloca, "O Tao que pode ser dito não é o Tao constante, o nome que pode ser nomeado não é o Nome constante." De acordo com o Centro de Estudos Taoístas, o objetivo do taoísmo é viver em harmonia com o Tao.

Te

"Te" é influência, força moral, caráter e virtude. Originalmente, virtude, provavelmente, descrevia as características específicas para criaturas em particular ou objetos, sem qualquer julgamento moral associado a eles. Na época em que o "Tao Te Ching" foi concebido, "Te" se refere especificamente ao caráter moral. De acordo com o "Tao Te Ching," as pessoas verdadeiramente morais se comportam de uma maneira virtuosa sem nem mesmo perceber, enquanto as de virtude "baixa" devem sempre lembrar-se de se comportar virtuosamente. Segundo a crença do Tao, tais pessoas, muitas vezes, se comportam dessa forma por motivos egoístas, como melhorar a sua imagem.

Wei Wu Wei

"Wei Wu Wei" é, às vezes, traduzido como "agir sem ação." De acordo com R.B. Blakney, o termo expressa a ideia de que os seres humanos devem permitir que o Tao aja através de nós, sem obstáculos. Conceitos relacionados incluem "Tzu-Jan", "Po" e "Pu shih". "Tzu-Jan" descreve a espontaneidade da natureza. Se as pessoas vivem em harmonia com o "Tao", suas vidas são espontâneas, como a natureza. "Po" refere-se à natureza intocada como uma metáfora para desistir de maneiras falsas em favor da honestidade e sinceridade. "Pu shih" transmite a ideia de que o homem sábio é independente da sociedade que ele instrui.

Sheng Jen

De acordo com a R.B. Blakney, "Sheng Jen" refere-se a um homem prudente ou sábio. Sábios nunca se descrevem como tal. Uma anedota descreve um encontro entre um viajante e um homem sábio. O viajante pergunta: "Você é um homem sábio?", o homem sábio responde, "Se eu disser que sou um homem sábio, então, obviamente, eu não sou, mas se eu disser que não sou um homem sábio, eu não estou dizendo a verdade". O "homem sábio" pode ter sido um eufemismo para "rei" e poemas descrevendo o homem sábio podem ter sido concebidos como cartas abertas aos líderes políticos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível