O impacto dos desastres naturais

Escrito por malik sharrieff | Traduzido por ludmila cavalcanti
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
O impacto dos desastres naturais
Os desastres naturais podem impactar, alterando a vida de indivíduos e famílias (Comstock Images/Comstock/Getty Images)

Os desastres naturais podem impactar, alterando a vida dos indivíduos e famílias que tiveram sorte suficiente para sobreviver a eles, mas os seus efeitos podem ser sentido pela comunidade, cidade, estado ou, muitas vezes, por um país inteiro. Como o impacto de um desastre é absorvido tem muito a ver com a intensidade dele, o nível de preparação e a resistência do que foi afetado.

Outras pessoas estão lendo

Significado

Antes mesmo da industrialização do mundo moderno, os desastres naturais têm sido uma realidade. Há registros de viagens migratórias de nativos americanos para longe da costa da Flórida, especificamente para evitar furacões sazonais. No entanto, com a modernização de muitas sociedades em todo o mundo e as mudanças que nossas atividades industriais trouxeram para o ambiente, muitos desastres naturais relacionados ao clima ganharam em freqüência e intensidade. Isso se traduz em maior impacto global das catástrofes naturais em todos os níveis.

Impacto individual

Ao nível individual, o impacto pode, frequentemente, ser sentido fisicamente, mentalmente e emocionalmente. Desastres naturais causam destruição de propriedade, perda de recursos financeiros, ferimentos ou doenças. A perda de recursos, de segurança e de acesso ao abrigo pode levar a migrações maciças da população em países menos desenvolvidos. Depois de experimentar uma catástrofe natural, muitos indivíduos desenvolvem transtornos de estresse pós-traumático severo ou retiram-se em estado de depressão. Outros, em nações mais desenvolvidas, desenvolvem associações negativas com o meio ambiente e isso também pode levar a migrações significativas de população .

Impacto na comunidade

As comunidades que experimentam uma catástrofe natural devem também absorver os impactos desses eventos destrutivos. Muitas comunidades locais perdem tanto em recursos econômicos que a recuperação torna-se difícil ou quase impossível. Algumas comunidades encontram, após a catástrofe, a oportunidade para reconstruir grupos melhores e mais fortes do que antes. As comunidades devem reconhecer as mudanças demográficas e culturais da população como resultado do impacto da catástrofe sobre seus cidadãos individuais.

Impacto econômico

Em 2005, o furacão Katrina devastou Nova e a costa do Golfo de Mississippi. Só em Nova Orleans, mais de 200.000 casas foram destruídas; mais de 70 por cento da população teve que ser, pelo menos temporariamente, retirada da região metropolitana de Nova Orleans. Além disso, enormes somas de assistência federal foram necessárias para dar o salto inicial dos esforços de recuperação da cidade e da região circundante. Estima-se que a cidade tenha perdido de 105 a 150 bilhões em redução de impostos, perda da infra-estrutura, despesas dos esforços de recuperação e perda de receitas normais; além das perdas econômicas de Nova Orleans, estima-se que a economia dos Estados Unidos tenha sofrido uma perda de dois por cento do produto interno bruto global dentro de um ano após o desastre, como resultado direto do furacão e seu impacto sobre esta cidade portuária internacional importante.

Meio ambiente

Assim como um desastre natural pode mudar as nossas vidas pessoais, bem como os aspectos de nossa comunidade, também diferentes tipos de catástrofes podem alterar drasticamente o ambiente natural. Ciclones ocorridos em Mianmar em 2008 ou os incêndios florestais que se propagaram em toda a Califórnia em 2009 são exemplos de como áreas de terra que detalham ecossistemas inteiros podem ser drasticamente danificadas ou transformadas em um único desastre. Em uma escala maior, o debate sobre como abordar a mudança climática global e os impactos naturais resultantes é ainda mais pontuado por estimativas de aumentos do nível do mar que inundará completamente algumas nações insulares. Além disso, a dessalinização rápida dos oceanos causada pelo derretimento de geleiras poderá privar o mundo de 30 por cento ou mais de sua fonte de peixes comestíveis e a perda dos recifes de coral. Pelo mesmo motivo, colocará numerosas regiões costeiras em perigo de maremotos e tsunamis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível