Como o leite sem lactose é produzido?

Escrito por marcos a. guedes Google
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como o leite sem lactose é produzido?
Aprenda como o leite sem lactose é produzido (Martin Poole/Digital Vision/Getty Images)

Uma pessoa que sofre de intolerância à lactose não é, necessariamente, alérgica ao leite ou à própria lactose. Essa disfunção é consequência da ausência de uma enzima chamada lactase, responsável pela quebra da lactose, ou seja, o açúcar do leite. Já a alergia ocorre quando o sistema imunológico de um indivíduo encara as substâncias encontradas no leite como potenciais ameaças ao organismo. O leite sem lactose é uma excelente opção para pessoas com intolerância. Saiba como esse alimento é produzido.

Outras pessoas estão lendo

Processo químico

Para produzir o leite sem lactose não é necessário removê-la do produto bruto. Na verdade, isso não seria muito prático e nem necessário. O que realmente ocorre é uma reação química que altera a estrutura desse açúcar e o converte em moléculas de fácil digestão. Isso é feito pela adição de lactase ao leite, separando assim a glucose da galactose, substâncias que compõem a molécula de lactose.

Processo digetivo

Visto que a lactose é previamente quebrada e separada em suas substâncias originárias, o corpo não precisa produzir lactase para digerir o produto. Em vez disso, o trato intestinal absorve os açúcares pré-digeridos e os envia diretamente para a corrente sanguínea, prevenindo sintomas intestinais relacionados à intolerância à lactose.

Curiosidade

Uma das principais diferenças entre o leite sem lactose e o comum está no sabor. Uma vez que o açúcar é quebrado em porções menores no produto pré-digerido, pode causar uma impressão mais forte nas papilas gustativas da língua, dando a impressão de ser um leite bem mais doce do que o leite que contem as moléculas inteiras de lactose.

Um aliado da dieta sem lactose

Os produtos derivados do leite, como manteiga, queijo e coalhada, precisam ser submetidos ao tratamento mencionado anteriormente para que pessoas com intolerância à lactose possam consumi-los. No entanto, esse processo faz parte da produção do iogurte comum. A lactase, utilizada para produzir o leite sem lactose, é substituída por lactobacilos vivos que realizam a quebra das moléculas de forma natural. Por isso, os fabricantes não precisam produzir iogurte sem lactose, já que o produto final já é completamente livre desse glicídio.

Outras opções de leite

Atualmente, muitas pessoas, por opção ou necessidade, não utilizam laticínios em sua dieta. Felizmente, com os avanços na tecnologia de produção de alimentos, existem diversas opções ao leite comum que são fáceis de encontrar. O leite de aveia é uma forma de consumir nutrientes provenientes de uma fonte natural, sustentável e sem lactose. O leite de arroz e o de amêndoas oferecem os benefícios dos cereais integrais, além de não conterem gorduras saturadas e colesterol. O leite de soja, a alternativa mais popular ao leite comum, melhora o perfil lipídico, aumenta a integridade dos vasos sanguíneos, ajuda a perder peso e atua na prevenção de câncer e osteoporose. O leite de linhaça é uma rica fonte dos ácidos graxos ômega 3 e ômega 6, dos minerais potássio, sódio, magnésio, fósforo e das vitaminas A, E, B1, B6 e B12.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível