Mais
×

Como lidar com um enteado que não gosta de você

Ser madrasta é, muitas vezes, um papel ingrato. Além de ser vista como uma figura estranha na unidade familiar, você tem que lidar com os desejos cor-de-rosa das crianças em sua vida. Não é fácil moldar o futuro de crianças que sonham que você sofra um acidente de carro ou morra num incêndio. Nesses casos, é importante conversar com seu enteado sobre os problemas entre vocês da melhor maneira possível, evitando assim, um afastamento ainda maior e criando uma relação de respeito, que deverá ser cultivada.

Instruções

Não leve as coisas pro lado pessoal (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)
  1. Não tente forçar a criança a estabelecer um relacionamento com você de um dia para o outro. Elas podem encarar esse tipo de pressão como se fosse um ataque, e assim, partir para a defensiva ou se afastar completamente.

  2. Se envolva com a vida do seu enteado. Interesse-se por seus hobbies e crie oportunidades para vocês ficarem juntos. Passeios de carro funcionam bem: o rádio e as paisagens são distrações e existe o conforto de saber quando a viagem terminará. Um bate-papo natural nesse tipo de ambiente é mais produtivo que um diálogo forçado.

  3. Cultive a amizade do seu enteado. Permita que a confiança cresça naturalmente através de experiências e conversas compartilhadas. Seja paciente e escolha as melhores oportunidades com sabedoria.

  4. Tenha um relacionamento aberto e positivo com a mãe da criança. Não demonstre culpa ou desconforto na presença de seu esposo e da ex dele. Sentimentos desse tipo podem fazer com que algumas crianças lhe enxerguem como um problema indesejado na família.

  5. Garanta à criança que você não está substituindo sua mãe biológica nem qualquer outra pessoa. Seja gentil mas firme quando afirmar que você agora é parte da família e que não pretende deixar de ser por causa de pressões. Esclarecer que você não tem intenção de tomar o lugar de ninguém mas que chegou para ficar abrirá as portas para a aceitação e, com o tempo, para ainda mais coisas.

Dicas

  • Seu papel como madrasta não é substituir a mãe biológica nem competir com ela pelo carinho da criança. Você e a criança têm uma relação única e que não deve ser comparada com outras.
  • Algumas risadas durante o passeio de carro não são motivo para você alugar a criança o dia todo. Não sabote o seu progresso. Aprecie o momento e esteja pronta para a próxima vez.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article