Mais
×

Como lidar com a gravidez não planejada?

O sonho da maior parte das mulheres é se tornar mãe um dia. No entanto, nem sempre a gravidez chega em um momento em que a mulher se sente preparada fisicamente, psicologicamente ou financeiramente para ter um bebê. Mesmo uma gravidez não planejada pode se tornar uma experiência única, basta aprender a lidar com a situação e aceitar a presença de uma nova e mágica criaturinha na sua vida. Vencer a resistência em se tornar mãe pode ser uma tarefa muito difícil, mas com certeza será compensadora. Confira alguns passos que podem ajudá-la a aceitar a gravidez não desejada.

Instruções

A gravidez indesejada pode se tornar uma experiência feliz (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)
  1. Ao receber a confirmação da gravidez não planejada, algumas mulheres chegam a considerar a hipótese de realizar um aborto, em especial se elas são adolescentes ou temem que um bebê será um obstáculo ao futuro profissional ou da relação a dois. Além de ser considerado crime contra a vida humana no Brasil (salvo em casos onde a vida da mãe está em perigo, ela tenha sofrido um estupro ou o feto é anencéfalo), a realização de um aborto ilegal pode ter consequências desastrosas para sua saúde. Reflita com calma e considere todas as possibilidades possíveis, sempre junto de quem você ama.

  2. Seja sempre honesta com as pessoas que participarão da sua gravidez. Não esconda nada de ninguém, mesmo que em um primeiro momento seu parceiro ou sua família se surpreenda com a notícia e não encare bem. Não tenha medo de se abrir e pedir apoio às pessoas que você confia e ama. Sem dúvida, você encontrará a ajuda e o carinho que precisa para construir uma relação de muito amor com seu filho. Uma conversa sincera pode ajudar você a enxergar a gravidez com muito mais clareza e como um acontecimento positivo em sua vida.

  3. Cercar-se de informação e acompanhamento de profissionais também é imprescindível para deixá-la segura. Não abra mão do acompanhamento ginecológico e obstétrico desde o momento da descoberta da gravidez. O pré-natal, além de assegurar que está tudo bem com você e seu bebê, também ajuda a criar vínculos entre vocês. Acompanhar o crescimento do neném, escutar seus batimentos cardíacos e ver sua carinha no ultrassom, são fundamentais para você visualizar a sua vida com seu filho. Acompanhamento psicológico e de planejamento familiar também podem ajudar a encarar as mudanças na dinâmica da família e a lidar com questões financeiras.

  4. Por último, dê a si mesma um tempo para se acostumar com a ideia de ser mãe. Tente ter uma conexão íntima com seu bebê, longe de interferências externas. Apenas aproveite os momentos em que estiver sozinha para conectar-se com seu filho e transformar a angústia, a rejeição ou o medo em carinho e amor incondicionais. Transmita ao seu bebê os bons pensamentos e planos, e curta a mágica sensação de uma nova vida crescendo dentro de você.

Dicas

  • Olhe para o futuro e aprenda com as surpresas da vida. Evite passar novamente pelo susto de engravidar sem querer. Considere usar contraceptivos nas próximas relações.
  • Consulte seu médico sobre as opções de anticoncepcionais que melhor servem para você.

O que você precisa

  • Sinceridade com a família e o parceiro
  • Tranquilidade nas tomadas de decisões
  • Acompanhamento médico
  • Planejamento familiar
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article