Linfoma cutâneo epiteliotrópico em um cão

Escrito por rachael garrison | Traduzido por even star
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Linfoma cutâneo epiteliotrópico em um cão
Estágios avançados de linfoma cutâneo epiteliotrópico afetam a cavidade oral (Felix 3 image by Westa Zikas from Fotolia.com)

Linfoma cutâneo epiteliotrópico, também chamado de micose fungoide é um tipo câncer de pele raro que é observado em apenas 3 a 8 % de todos os casos de linfoma canino. É um tipo grave de câncer com um prognóstico pobre.

Outras pessoas estão lendo

Sinais clínicos

Estágios iniciais apresentam sintomas semelhantes a uma doença inflamatória da pele, o que significa que ele pode apresentar-se como várias condições, incluindo eritema, descamação, prurido, despigmentação, alopecia, placas, ulcerações e crostas. Estágios avançados costumam causar lesões cutâneas mais graves nas áreas oral, nasal e ocular. De qualquer maneira, as áreas afetadas da pele podem ocorrer em todo o corpo.

Comparação

Em comparação com outros tipos de linfoma, este tipo afeta primeiramente a pele, mas pode se manifestar nos nódulos linfáticos e outros órgãos. Em comparação com outros tipos de câncer de pele, este tipo é particularmente raro e requer um grande esforço para tratar. Existem muitos tipos de tumores malignos de pele, e eles variam em termos de tratamento e prognóstico.

Diagnóstico

O diagnóstico deve ser feito por um veterinário, muitas vezes por um veterinário especializado em dermatologia. Nunca hesite em pedir ao seu veterinário regular por um encaminhamento para um dermatologista ou outro especialista para obter um melhor diagnóstico e opções de tratamento. O diagnóstico deve ser feito por citologia (quando as amostras das áreas são avaliadas microscopicamente).

Tratamento

O tratamento varia dependendo do estágio e áreas que foram afetadas pelo linfoma. As opções incluem cirurgia, quimioterapia e radioterapia.

Cuidados paliativos

Se o linfoma está em um nível muito avançado e se espalhou por outras partes do corpo, o tratamento pode ser ou não uma opção limitada. Muitas vezes, os cuidados paliativos, que se concentram em aliviar os sintomas da doença, são recomendados, incluindo xampus medicinais, antibióticos e outros medicamentos.

Prognóstico

Como já dito anteriormente, o prognóstico é pobre, mesmo se esta doença for diagnosticada e tratada precocemente, a recorrência é comum. Uma nota positiva é que o linfoma cutâneo epiteliotrópico tem um prognóstico melhor do que o linfoma cutâneo não-epiteliotrópico

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível