Como fazer linhos e paramentos litúrgicos

Escrito por virginia gilbert | Traduzido por andressa v. da nobrega
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como fazer linhos e paramentos litúrgicos
Paramentos e linhos são importantes para as igrejas (NA/Photos.com/Getty Images)

Tecidos para cobrir o altar, toalhas de mesa de comunhão, panos para cobrir peças da comunhão, estolas decorativas para púlpito e para o atril -- uma ampla variedade de linhos e paramentos são usados pelas igrejas católica, protestante e ortodoxa. Linhos finamente bordados são geralmente muito caros. Costurar à mão essas peças constitui uma oferta tradicional do talento de uma pessoa para a glória de Deus.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Linho, brocado ou outro tecido apropriado
  • Agulhas de costura e tesoura
  • Fios de bordado
  • Modelos para bordado (opcional)
  • Franjas (opcional)
  • Ferro de passar e tábua de passar

Lista completaMinimizar

Instruções

    Linhos para a comunhão

  1. 1

    Determine quais as peças tradicionais que sua igreja usa costumeiramente. Igrejas católicas e episcopais geralmente usam as seguintes:

    Uma grande peça de linho, chamada toalha de altar, que cobre o altar completamente; uma peça quadrada menor chamada corporal, sobre a qual as peças da comunhão são colocadas; uma peça de 10 por 22,5 cm chamada de mortalha, que cobre a hóstia, ou pão; uma peça similar que cobre o cálice; um véu para o cálice que cobre o conjunto inteiro da comunhão antes e depois da cerimônia; um purificador (ou "sanguíneo"), que é usado para limpar o cálice; uma toalha para lavabo para o oficiante usar depois de lavar as mãos, e uma peça para cobrir a mesa onde os itens são mantidos antes de serem levados ao altar.

    Várias igrejas protestantes usam menos peças -- talvez uma toalha para cobrir a mesa de comunhão, peças individuais para cobrir os pratos e cálice ou bandeja de copos e uma toalha que cobre todo o conjunto. Ou apenas uma simples passadeira de mesa para complementar a xícara e o prato de barro.

  2. 2

    Escolha o tecido. Linhos de comunhão da alta-igreja serão feitos de linho branco de alta qualidade. O estúdio Details in Design, em Williamsburg, Vancouver (Canadá), que vende excelentes linhos de igreja feitos à mão, recomenda usar linho de peso-médio, como o irlandês.

    O site do estúdio (www.communionlinens.com) vende online conjuntos completos de linhos para igreja, além de tecidos por metro para quem quer fazer seus próprios conjuntos.

    Outra fonte online é Elizabeth Morgan, autora do livro "Como costurar linhos de igreja" (Sewing Church Linens), que fornece linho apropriado por metro, assim como tecidos pré-cortados para peças definidas e kits com instruções e modelos para bordados em seu site o www.churchlinens.com.>

    O site www.lacis.com, de São Francisco, oferece vários tecidos especiais e fios de bordado.

  3. 3

    Meça e corte as peças. Seguindo as medidas de Morgan para linhos pré-cortados, corte sanguíneos em um quadrado de 33 por 33 cm, toalhas de lavabo em uma peça de 33 por 45 cm, corporais em um quadrado de 55 por 55 cm e mortalhas em um quadrado que cubra o prato raso que leva a hóstia e o cálice, o que deve variar entre 7 e 23 centímetros.

  4. 4

    Dobre e pressione as bordas e faça a bainha à mão. Morgan, em seu livro e em seus cursos, ensina a técnica que ela chama de "bainha de convento". Outras técnicas decorativas de alinhavo à mão também podem ser usadas. Alguns vendedores de linhos litúrgicos mostram inserções de renda ou de espiguilhas nas bordas de peças longas.

  5. 5

    Inclua bordados, se desejar. Igrejas protestantes na tradição da Reforma podem seguir seus antepassados e usar pouca ornamentação. Católicos, episcopais e luteranos frequentemente usam fios brancos para um padrão tradicional branco-em-branco. Igrejas ortodoxas frequentemente usam fios coloridos ou mesmo metalizados e outras ornamentações coloridas.

    Na seção sobre história da igreja do site do Details in Design, você encontra a localização específica onde é aplicado tradicionalmente o bordado em cada peça, especificando até mesmo o tamanho e natureza do símbolo. Por exemplo, na toalha do altar, quatro cruzes medindo cerca de 5 a 6 cm são bordadas em cada canto. Uma cruz medindo entre 7 a 10 cm ou um monograma sagrado são usados no centro.

    Os sites que oferecem conjuntos completos, tecidos e kits frequentemente também vendem modelos de bordados ou livros sobre o assunto. O ponto de cetim é o método tradicional. O ponto de cruz também é apropriadamente simbólico.

    Paramentos

  1. 1

    Faça paramentos para o altar ou mesa de comunhão, púlpito e atril usando brocado ou outro tecido pesado. Essas peças tipo estola apresentam as cores do calendário litúrgico: roxo para o Advento e Quaresma; branco para o Natal e Páscoa; vermelho para Pentecostes; e verde para o período após a Epifania e para o período após o Pentecostes, também chamado de "Tempo Comum".

  2. 2

    Corte duas peças para o paramento da mesa de comunhão, grandes o suficiente para cobrir cerca da metade e dois terços da superfície e longas o bastante para drapejar pelos lados. Corte duas peças, tanto para os paramentos do púlpito quanto do atril, com cerca de 10 cm de largura e longas o bastante para pendurar-se na parte da frente e ficar visíveis para a congregação. Se quiser, faça o paramento do púlpito um pouco mais largo que o do atril.

  3. 3

    Com os lados certos juntos, costure à mão ou à máquina as duas peças do paramento nos dois lados longos e deixe as extremidades abertas. Para a peça para o altar, deixe uma abertura de cerca de 10 cm em um dos lados longos, no canto, para virar. Insira a franja nas duas extremidades do paramento do altar e em uma das extremidades do paramento do púlpito e do atril, mantendo a franja no lado de dentro da costura, que se tornará o lado exterior da peça final. Fixe a franja no lugar costurando na máquina. Após virar e pressionar, ponteie a abertura à mão.

  4. 4

    Borde um símbolo apropriado nas extremidades que receberam a franja. O monograma cristão ou um símbolo da estação, como línguas de fogo no paramento vermelho para Pentecostes, ou ainda uma combinação de estrela e cruz para o paramento branco de Natal/Páscoa.

    Marcas de denominação também são usadas algumas vezes. Esse bordado é geralmente feito com fios metálicos ou em uma cor contrastante.

Dicas & Advertências

  • Várias dioceses episcopais e católicas oferecem cursos para associações paroquiais sobre as técnicas tradicionais de costura à mão usadas para linhos litúrgicos. Notáveis costureiros desse tipo de linho também oferecem cursos em seus ateliês ou estão disponíveis para realizar cursos patrocinados por grupos da igreja.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível